O Botafogo é TRI-CAMPEÃO Mundial

8
20037

Depois que a FIFA, entidade máxima do futebol mundial, passou a reconhecer os títulos das equipes vencedoras dos confrontos da Copa Intercontinental, que proporcionava, através do patrocínio de uma montadora de carros, que os vencedores da Copa Libertadores e da UEFA se enfrentasse, em jogo único. Chegou o momento do Botafogo se preparar e defender o reconhecimento de seus títulos internacionais, conquistados pela geração de Garrincha, Nilton Santos e tantos outros craques.

Alguns anos defendo esta possibilidade, tanto que agora vou reproduzir a matéria que aqui mesmo publiquei sobre este questionamento. Na minha visão o Botafogo é tri-campeão mundial de clubes, quando venceu por três vezes a Pequena Copa do Mundo Interclubes.

A Equipe de Botafogo F.R é o maior vencedor da história da competição. A lendária equipe Alvinegra de Manga, Leônidas, Carlos Roberto, Gérson, Zequinha, Rogério, Roberto, Jairzinho e Paulo César venceu três edições da Copa do Mundo de Clubes: 1967/1968 e 1970, derrotando as principais potências da Europa, como o Barcelona em 1967, o Benfica de Eusébio, Coluna e Simões em 1968 e o Spartak Trnava da Tchecoslováquia em 1970. 

Além de na semi-final de 1967 ter eliminado o Peñarol de Spencer (O Maior artilheiro da história da Libertadores com mais de 50 gols), um ano antes o Peñarol sagrava-se Campeão da Libertadores da América, Campeão da Copa Intercontinental (Mundial de Clubes) e da Recopa Mundial. O Benfica de Portugal, eleita a melhor equipe da Europa nos anos 60 e principalmente no ano de 1968, venceu 2 ligas da Europa e foi eleito em 1968 ano que perdeu o título para o Botafogo, como a melhor equipe da Europa, tendo Eusébio recebido a Bola de Ouro prêmio concedido pela revista francesa France Footbol ao melhor jogador da Europa e também ao melhor marcador (artilheiro) da Europa.

Vejam abaixo a reprodução da matéria sobre a Pequena Copa do Mundo de 1967, no site wikipedia.

Foi a segunda edição do Troféu Triangular de Caracas também conhecido como Taça Círculo de Periodicos Esportivos[1][2] foi um torneio internacional que reuniu, durante décadas, as maiores equipes do mundo, antecedendo competições como a chamada Taça Intercontinental e a Copa do Mundo de Clubes da FIFA.Desse torneio participaram os maiores clubes do século XX, sobretudo os campeões europes e sulamericanos como: O Real Madrid, Barcelona, Peñarol, Benfica, Sporting, Porto, Botafogo, Cruzeiro, Grêmio, vasco e Independiente. À época, a FIFA não organizava torneios intercontinentais, tratando quase exclusivamente de Seleções. Dessa forma, o Torneio Internacional de Caracas (ou Pequena Copa do Mundo), assim como a Taça Intercontinental, não contam com reconhecimento oficial e tampouco pontuação no ranking histórico da FIFA.

OS JOGOS
O Torneio foi disputado em modo triangular (todos contra todos), sagrando-se o Botafogo campeão invicto, Barcelona vice-campeão e Peñarol terceiro e último colocado.

BARCELONA 1 x 0 PEÑAROL
Data: 26 / 01 / 1967 – Local: Estádio Olímpico, CaracasÁrbitro: Ivan BarriosGol: Seminario, aos 34’ do 1° tempoBarcelona: Sadurní, Benítez e Olivella; Eladio, Borrás e Muller; Rife, Endériz, Zaldúa, Fusté e Seminario (Pereda)Peñarol: Taibo, Lezcano e Díaz; Méndez, Gonçalves e González; Abbadie (Bertochi), Cortés, Silva (Cabrera), Spencer e JoyaObs: Muller e Spencer foram expulsos

PEÑAROL 0 x 0 BOTAFOGO
Data: 28 / 01 / 1967 – Local: Estádio Olímpico (Caracas)Árbitro: Angel OrtegaPeñarol: Taibo, Méndez, Lezcano, Díaz e González; Gonçalves e Cortez (Bertucci); Abbadie, Silva (Cabrera), Spencer e Joya (Barreto). Técnico: ?Botafogo: Manga, Joel, Zé Carlos, Leônidas e Chiquinho Pastor; Afonsinho (Nei Conceição) e Gérson; Edinho (Sicupira), Roberto, Aírton Beleza (Rogério) e Paulo Cézar. Técnico: Admildo ChirolObs: Paulo Cézar teve um gol anulado aos 16’ do 1° tempo

BOTAFOGO 3 x 2 BARCELONA
Data: 31 / 01 / 1967 – Local: Estádio Olímpico (Caracas)Público: 25.000Árbitro: Rodolfo IsaiaGols: Aírton Beleza, aos 14’ (1° tempo); Gérson, aos 35’ e Paulo Cézar, aos 40’, Silva (2), aos 41’ e 44’ (este de pênalti)Botafogo: Manga, Joel, Zé Carlos, Leônidas e Chiquinho Pastor; Afonsinho e Gérson; Edinho (Rogério), Roberto, Aírton Beleza (Sicupira) e Paulo Cézar. Técnico: Admildo ChirolBarcelona: Reina, Benítez, Eladio, Müller e Olivella; Borrás e Fusté; Rife, Zaldúa (Pereda), Silva e Seminario (Zavalla). Técnico: Roque Olsen

VEJAM MAIS SOBRE A PEQUENA COPA DO MUNDO DE CLUBES (TROFÉU TRIANGULAR DE CARACAS)
Clique Aqui ou no link abaixo
https://pt.wikipedia.org/wiki/Trof%C3%A9u_Triangular_de_Caracas
Troféu Triangular de CaracasTorneio de Caracas ou ainda Triangular de Caracas são nomes genéricos de 10 torneios disputados entre 1958 e 1981 entre clubes e seleções, principalmente de países de origem spanhola ou portuguesa. Este Torneio é considerado como parte da Pequena Taça do Mundo.

À época, a FIFA não organizava torneios intercontinentais, tratando quase exclusivamente de Seleções. Dessa forma, o Torneio Internacional de Caracas (ou Pequena Copa do Mundo), assim como a Taça Intercontinental, não contam com reconhecimento oficial e tampouco pontuação no ranking histórico da FIFA.
Já participaram nesses torneios grandes clubes como: Real MadridBarcelonaPeñarolBenficaSportingPortoBotafogoCruzeiroGrêmioVasco eIndepentiente. E seleções como: Seleção ArgentinaSeleção Soviética e Seleção Colombiana.

O grande campeão é o Botafogo, com 3 títulos.

8 COMENTÁRIOS

  1. Corremos com vocês Atrás desse reconhecimento . Crie uma # hastag que venha a virar top no Twitter para assim a Fifa tomar vergonha na cara e nôs dar o que é de direito . Tanta sofrimento, luta e entrega para ganhar os títulos e depois ser tomado assim

  2. Esses tres titulos do fogão nao sao a pequena copa do mundo de clubes. São dois torneios distintos. Acho sim que torneios como de Paris, Caracas, Cooa Rio e Pequena Copa devem ser reconhecidos com relevancia. Mas não necessariamente ficar desesperado pela nomenclatura “mundial.” Naquela época, times europeus e sul ameeicanos eram mais parelhos e os europeus nos levavam a serio, nao como os mundiais de hoje, com esse abismo gigante.

    Ps. Tire esse pop-up enjoado da newsletter irmão, coisa desagradável.

    Saudações

  3. Não sou botafoguense, realmente era um time excelente, mas o clube Botafogo é injusto com uma de suas glórias. O responsável por esse time . Chama-se Zeferino Xisto Toniato. Esse senhor fez isso tudo acima tornar-se realidade.
    Sou tricolor e não somos parentes.
    Parabéns. Reivindicação mais do que justa !

  4. O reconhecimento e repeito pelo Botafogo, o clube de maior vitrine no mundo todos conhece, pelo mundo, a Fifa ira reconhecer, o valor do Glorioso

  5. Olá venho de uma família tricolor, mas 1968 na escola foi solicato um trabalho sobre os times do Rio de Janeiro. Então comecei a fazer as pesquisas , fui informado que o Botafoge era ótimo aí tinha jogadores de seleção brasileira e de reconhecimento mundial. Taí escolhi esse time para apresentar o trabalho e fiquei em primeiro lugar. Daí em diante já com 9anos de idade passei a torcer por esse time de futebol. Chamado Botafogo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui