“O Preto e Branco da Bola” – Oráculo: O Botafogo e o Brasileirão 2020!

0
591

Apesar das incertezas quanto aos rumos da pandemia COVID-19, a principal competição do futebol nacional terá início em agosto. O clima de luto é evidente, mas a bola precisa rolar, pois “il calcio è la cosa più importante delle cose non importanti (o futebol é a coisa mais importante dentre as coisas menos importantes), conforme exclamou o treinador italiano Arrigo Sacchi. Outro lendário futebolista, o escocês Bill Shankly, foi mais longe ao afirmar que “O futebol não é uma questão de vida ou de morte. É muito mais importante que isso”.

Não é objetivo do artigo alimentar a polêmica sobre o momento ideal para a retomada das competições esportivas, mas cito as históricas frases para a reflexão dos leitores sobre a real importância do futebol (eu concordo em parte com os frasistas – atirem a primeira pedra!).

Evidentemente que, entre cadáveres e moribundos, a expectativa pelo início do Brasileirão não pode ser a mesma de outros tempos, mas o fato é que a CBF já organizou a tabela e o Botafogo precisa de ajustes para um desempenho satisfatório na competição.

Também apaixonado por futebol e com o objetivo de entreter os amigos, certa vez meu irmão criou uma competição por meio de uma complexa tabela de excel em que os participantes dispunham os clubes numa imaginária ordem de classificação final. A pontuação variava a cada rodada de acordo com a real posição dos times. O clubismo atrapalhava muitos competidores que acabavam vendo suas previsões ruírem a cada rodada. O torcedor botafoguense não deve cometer o mesmo erro de expectativa e se distanciar da realidade da tabela.

Resolvi então fazer minhas previsões para esse ano e o Botafogo inicia o campeonato na 12ª colocação. Flamengo, Palmeiras, Grêmio e Atlético/MG brigarão pelo título; São Paulo, Internacional, Athletico/PR, Santos, Bragantino e Corinthians lutarão por vagas na Libertadores; Fluminense, Botafogo, Vasco e Goiás ficarão na zona neutra, com aquela vaga “água de salsicha” para a Sul-Americana; Bahia, Atlético/GO, Coritiba, Fortaleza, Ceará e Sport estarão na “zona da confujão” (sic), como diria Vanderlei Luxemburgo.

A contratação de reforços como Kalou, Rafael Foster e Victor Luis mostram que a diretoria está se empenhando para dar a Paulo Autuori um elenco capaz de encarar a maratona de jogos até fevereiro. Sendo otimista, se todos “encaixarem”, o Botafogo poderá buscar uma vaga na Libertadores.

Estamos numa temporada atípica e muitos clubes tiveram problemas durante a suspensão das atividades em razão da pandemia. Autuori já possui um time-base e uma equipe minimamente competitiva, o que é uma grande vantagem para as primeiras rodadas.

É muito cedo para fazer previsões? Certamente. Pode haver ruído na comunicação com os oráculos. Mas a tabela de excel do Brasileirão do meu irmão mostrou que meu nível de acerto é alto.

Montem seus bolões, escalem seu time no Cartola e se preparem para “cornetar”! Que seja dado o apito inicial e que a alegria do futebol amenize um pouco a tristeza pelo isolamento social e pela perda de tantas vidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui