A relação de Durcesio de Mello e Montenegro

0
312

Aos 65 anos, Durcesio Mello vai realizar um sonho de criança. O novo presidente do Botafogo frequenta as arquibancadas desde os 10 anos, quando o clube desfilava pelos estádios em sua década de ouro. De lá para cá, se manteve como torcedor por quase 50 anos. Só caiu de cabeça na política do clube a partir de 2014.

Durcesio é formado em engenharia e, hoje, atua como empresário. É sócio-proprietário desde 1994, mas nunca teve cargo no Botafogo, seja estatutário ou remunerado. Vai estrear em 1º de janeiro de 2021, logo na principal cadeira de General Severiano. 

Na noite da última terça-feira, em pleito com 825 eleitores, Durcesio recebeu 477 votos e foi o escolhido pelos sócios para assumir o Botafogo no primeiro dia útil do próximo ano, com a temporada do futebol ainda em andamento. Mas garantiu que o trabalho começa já nesta quarta. 

– É um dia muito feliz, e o trabalho já começa agora para resgatar o Botafogo. Serão quatro anos de desafios, mas estou otimista para fazer um Botafogo moderno. O Botafogo moderno é o Botafogo profissional. Com CEO, diretores, metas. Já vamos começar com um head hunter a busca do CEO – declarou Durcesio logo após o resultado das eleições. 

Essa não foi a primeira vez que Durcesio tentou assumir a gestão do Botafogo. Em 2014, o empresário foi candidato a vice na chapa de Thiago Alvim, que perdeu a corrida para Carlos Eduardo Pereira. Desde então, o presidente eleito se manteve ativo na política interna e chegou a emprestar dinheiro ao clube. O último balanço aponta dívida de R$ 137 mil. 

Entre os desafios do novo presidente está a busca por dinheiro novo para aliviar o aperto financeiro do clube. Para isso, Durcesio confia na concretização da S/A, uma das bandeiras levantadas durante sua campanha e objetivo que ele está otimista para alcançar. 

– Acredito que a S/A está encaminhada e que o torcedor do Botafogo vai poder ser sócio também. Estamos conversando com negociadores estrangeiros que ficariam com 51%. Os outros 49% ficariam com torcedores como eu e qualquer alvinegro – disse Durcesio na última terça.

Durcesio não possui experiência como gestor do clube, mas tem convivência com alguém que já passou décadas no dia a dia do Botafogo. Carlos Augusto Montenegro é amigo de infância e um dos responsáveis pela ideia de lançar quem veio a ser o novo presidente do Botafogo. 

Foi através do eterno presidente alvinegro que Durcesio entrou na política do clube, em 2014. Desde então, passou a ficar mais presente nos bastidores. Apesar da ligação, o atual mandatário não conta com o amigo na gestão do Botafogo. Montenegro deixou claro que não participará da administração. 

– O Botafogo está cansado do Montenegro, e o Montenegro também. Insistir nisso pode ter uma ruptura ruim, e eu nunca gostaria de brigar com o Botafogo. Estou sem forças, acho que é preciso gente nova e dinheiro novo. O único que possa dar alguma esperança é o Durcesio. Tem bom trânsito com empresários e pessoas que querem ajudar o Botafogo – afirmou o ex-presidente em General Severiano.

Fonte: ge

FalaGlorioso.Club | Loja com mais de 100 Produtos do Botafogo. Acesse!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui