A vitória do Botafogo sobre a Ponte Preta, a quarta vitória seguida do Glorioso na Série B

0
49

O Botafogo alcançou sua quarta vitória seguida no Campeonato Brasileiro da Série B ao derrotar a Ponte Preta, no estádio Nilton Santos, por 2 a 0, na noite deste domingo (8), no Rio de Janeiro.

O time carioca agora se encontra mais perto da zona de acesso para a Série A e vê a sequência positiva dar novo ânimo para o restante do torneio nacional. Já a Macaca continua em má fase e “estacionada” nas últimas posições.

Na próxima rodada, o Botafogo visitará o Operário, partida esta que acontecerá na quinta-feira (12). Já a Ponte Preta jogará na quarta-feira (11), em casa, contra o Londrina.

O goleiro do Botafogo, Diego Loureiro, fez uma partida segura, aparecendo bem nos momentos em que foi exigido pelo ataque da Ponte. A vitória veio por um conjunto de fatores, sendo um deles as boas intervenções de Diego Loureiro ao longo de toda partida.

Kevin, lateral da Ponte Preta, mudou todo o jogo após fazer o gol contra, aos 30 minutos do primeiro tempo. Ele cabeceou em direção à meta defendida por Ivan, que estava indo em direção a bola e nada conseguiu fazer para impedir o tento botafoguense.

A Ponte fazia um jogo equilibrado, porém sentiu o peso de jogar atrás do marcador em um momento inesperado.

O Botafogo se portou bem defensivamente e mostrou, mais uma vez, que consegue administrar bem a partida quando larga na frente no marcador, com velocidade nos contra-ataques e marcando com muita intensidade.

Porém ainda falta para o time de Enderson Moreira arriscar mais no ataque e finalizar com maior frequência de fora da área.

A Pote Preta sentiu o gol contra de Kevin ainda no primeiro tempo. A partida estava equilibrada, com a Macaca imprimindo um ritmo bom no ataque, porém o lance infortuno permitiu ao Botafogo jogar de maneira mais defensiva e cautelosa.

É verdade que a equipe comandada por Gilson Kleina manteve a pressão e a vontade quando tinha a posse de bola, mas faltou um pouco mais de tranquilidade no setor ofensivo para conseguir chegar ao empate.

História do jogo

Os primeiros quinze minutos de partida não reservaram qualquer emoção aos torcedores, com os dois times sofrendo para construir jogadas e em sair da marcação adversária.

Depois desse entrave inicial, as duas equipes se soltaram mais.

Chay teve boa oportunidade aos 18 minutos, em belo chute colocado, enquanto Diego Loureiro parou o chute de Moisés três minutos depois.

Aos 30 minutos tudo mudou depois de uma enorme infelicidade e falta de atenção do lateral Kevin. Daniel Borges cruzou sem qualquer pretensão na área da Ponte Preta e Kevin cabeceou para trás imaginando que Ivan iria pegar a bola sem problemas.

Porém, como não houve comunicação entre eles, o goleiro visitante estava fora de posição e só viu a bola estufar as redes e o Botafogo ficar na frente do placar.

O segundo tempo começou intenso, com o Botafogo imprimindo um forte ritmo e quase ampliando o marcador. Navarro, Chay e Pedro Castro desperdiçaram as suas chances.

A Ponte buscava o gol de empate, mas sem sucesso, graças ao forte sistema defensivo do clube carioca. Na reta final da partida Rafael Moura aproveitou a chance que teve e deu números finais ao jogo.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 2 X 0 PONTE PRETA

Competição: 16ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B

Data: 08/08/2021

Hora: 20h30 (de Brasília)

Local: estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)

Assistentes: Lehi Sousa Silva (DF) e Lucas Costa Modesto (DF)

Cartões amarelos: Barreto (Botafogo); Rayan (Ponte Preta)

Gols: Kevin, contra, aos 30 minutos do primeiro tempo e Rafael Moura aos 43 minutos do segundo tempo

Botafogo: Diego Loureiro; Daniel Borges, Kanu, Gilvan (Joel Carli) e Guilherme; Pedro Castro (Matheus Frizzo), Barreto, Diego Gonçalves, Chay (Rafael Moura) e Marco Antônio (Warley); Rafael Navarro (Luís Oyama). Técnico: Enderson Moreira

Ponte Preta: Ivan; Kevin, Fábio Sanches, Rayan e Felipe Albuquerque (Jean Carlos); André Luiz, Vini Locatelli (Léo Naldi) e Camilo (Fessin); Richard (Niltinho), Moisés e Josiel (João Veras). Técnico: Gilson Kleina

Fonte: Todo Dia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui