Adversário do Botafogo, Fluminense defende sequência invicta em clássicos

    0
    108

    O pensamento de boa parte da torcida pode estar já na estreia na Libertadores e no River Plate (ARG), mas o Fluminense terá, neste sábado, a possibilidade de garantir a vaga na semifinal do Campeonato Carioca e ainda ampliar uma ótima sequência não só em clássicos mas também sobre o rival da tarde, o Botafogo. As duas equipes se enfrentam no Maracanã, às 16h.

    Já são seis jogos sem perder contra rivais do Rio de Janeiro, com três vitórias e três empates. Além disso, o Tricolor não é derrotado pelo Alvinegro desde maio de 2019, somando sete partidas desde então, com quatro triunfos e três igualdades no placar. Em termos de comparação, de acordo com o site de estatísticas do clube “fluzao.xyz”, a maior sequência invicta em clássicos da história do Fluminense foi entre julho de 1986 e julho de 1987, de 10 jogos (quatro vitórias e seis empates).

    Este pode ser também o último clássico entre as equipes da temporada, caso as duas equipes não avancem às semifinais, já que o Botafogo está na Série B do Brasileirão. O cenário atual é o seguinte: se o Fluminense vencer já se garante na próxima fase do Carioca e elimina o Alvinegro. Isso porque, mesmo que o Vasco saia vitorioso das próximas duas rodadas e o Flu perca para o Madureira, empatando em pontos, o máximo de vitórias que o Cruz-Maltino pode chegar é de cinco contra seis do Tricolor. 

    – O Fluminense entra em qualquer campeonato em busca do título. A importância é muito grande de conquistarmos um grande resultado sábado. Clássico, jogo importante. Vamos em busca da vitória para nos deixar classificados para a semifinal, que é nosso objetivo, e focar totalmente no jogo de quinta, que vai ser um jogo muito difícil – analisou o meia Nenê.

    Mesmo às vésperas da estreia na Libertadores, na próxima quinta-feira, o Fluminense deve ter força total para o clássico. A única mudança pode ser o esquema com mais um volante, com o retorno de Yago Felipe na vaga do atacante Luiz Henrique. Roger Machado tenta proteger mais a defesa e dar qualidade à saída de bola do time.

    Fonte: Lance!

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui