Antes de rescisão, gatilhos turbinaram salários de lateral Fernando: aumento de quase 300%

0
35


O ex lateral do Botafogo, Fernando, recebeu em 2 aumentos de salários em apenas 7 meses no clube. As informações são do canal do Matheus Mandy junto ao portal Fogo na Rede. Os aumentos foram através do “gatilho” no contrato e fez com que o jogador quase que triplicasse o seu salário.

No final de novembro de 2019, Fernando recebeu um aumento de 50% em referência ao seu salário. Segundo o extinto Comitê de Futebol do Botafogo, a responsabilidade foi exclusiva do Gustavo Noronha e Anderson Barros, que modificaram o salário do jogador em Novembro de 2019. Segundo o Comitê, esse contrato previa os famosos “gatilhos” de bonificação ao atleta. Lembrando que recentemente o Botafogo se viu exposto na mesma situação de contratos no mínimo estranhos feitos com o jogador Pedro Raul.

No caso de Fernando, o jogador recebeu um aumento de 50% em novembro de 2019 e teve seu contrato modificado. O aumento na ocasião não foi justificado pela diretoria. Não se sabe o motivo da bonificação, visto que o atleta não foi sequer bem no Campeonato Brasileiro daquele ano, sendo inclusive questionado pela torcida. Fernando havia voltado de empréstimo durante o Campeonato Estadual e atuou durante todo Brasileirão.

Após o aumento de 50% do salário no fim de 2019, o contrato do jogador foi modificado, no qual foi incluído o famigerado “gatilho”. Este gatilho fez com que Fernando tivesse um novo aumento no salário, em abril de 2020, de mais 70% do valor de seus vencimentos. Em resumo: o atleta, que já havia recebido 50% de aumento em novembro de 2019, voltou a receber mais 70% em cima do novo valor, 4 meses depois. Fernando passou a receber quase o triplo do seu salário em poucos meses.

A dúvida é: baseado em que o Botafogo aumentou o salário do atleta? Metas? Desempenho? Fernando atuou em 11 partidas entre Novembro de 2019 e Abril de 2020, e em sua maioria sempre criticado pelas suas atuações. Justifica o atleta receber quase 300% de aumento no total por ter jogado 11 partidas pelo clube? Quem formula e quem aprova esses contratos ?

Fernando era visto como ‘barato’ no Botafogo. Em outubro de 2020, para defender a contratação do atacante Kelvin, o membro do comitê de futebol Ricardo Rotenberg usou o valor do lateral como referência.

— O Kelvin é uma aposta baratíssima. Se der certo, é um achado. Se der errado, no entanto, é metade do preço do Fernando (lateral-direito). Além disso, estamos atrás de outro volante, porque tem a possibilidade do Honda jogar de meia e trazer outro volante. Até porque é mais fácil conseguir volante do que meia. Agora tinha que ter Plano B, né? Por exemplo, outro meia para o lugar do Scarpa – disse Rotenberg na ocasião.

Fernando foi revelado pelo Botafogo e nunca foi unanimidade no Clube. E pelo visto nem tão barato assim. O lateral foi liberado para negociar com outra equipe e desde então segue livre no mercado. Mas com uma boa quantia na conta.

COMO FOI A ENTREVISTA COLETIVA DE EDUARDO FREELAND | CLIQUE, ASSISTA E SE INSCREVA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui