Basquete: Botafogo aposta na força coletiva

0
188

Terceiro colocado na Conferência Gerson Victalino do Brasileirão, o Botafogo combinou experiência e juventude no seu elenco para buscar o título sob o comando do técnico João Batista. Jogador de 24 anos, Wallisson Guilherme fica na média de idade da equipe ao mesmo tempo que acumula passagem enriquecedora pelo NBB e pelo basquete argentino, onde esteva na última temporada defendendo o Quimsa. Em entrevista, o ala falou sobre seu estilo de jogo e comentou a expectativa para os playoffs, que começam no dia 15 de maio, em Brusque. 

ADAPTAÇÃO

– Nesses quatro meses de Botafogo eu venho tendo uma adaptação muito boa. Todo mundo aqui é bem receptivo, os funcionários, os jogadores que já estavam aqui, a comissão técnica e a torcida. Sinto que eles abraçam o nosso time, somam forças e nos deixam cada dia mais em casa.

QUIMSA 

– Lá foi tudo bem diferente e novo pra mim, do estilo de jogo ao de vida, e acredito que tenha sido bom pra eu amadurecer dentro e fora de quadra. Falando de basquete, na Argentina se joga mais pensado, com defesa forte o tempo inteiro, jogo coletivo e muita vibração. Eles sentem bastante os momentos das partidas. São pontos que eu ganhei lá e tento passar também pros meus companheiros de time. 

JOGO

– Meu jogo é pautado pelo espírito coletivo, com força e energia pra atacar e defender. Gosto de jogar dos dois lados da quadra, me movimentar bastante e aproveitar os espaços. Já tive jogo com bom volume nas bolas de três e nos contra-ataques, assim como também tive participações importantes na defesa e nos rebotes. Isso mostra um pouco do meu estilo e que eu estarei sempre com muita energia para fazer qualquer função na quadra e ajudar o Botafogo a sair com o resultado positivo.

EXPERIÊNCIA E JUVENTUDE

–  A formação do nosso time foi bem interessante, com jogadores bem experientes como Duda e Boracini, e uma molecada que tá começando a vivenciar o basquete profissional e vem aproveitando bastante e oportunidade de trabalhar com esses caras. Eu sinto uma responsabilidade boa por estar no “meio”, como um atleta também novo e que começou um pouco antes, para absorver bem o vem de todos eles. Sinto que já passei por algumas coisas e que tenho muito caminho pela frente.

CAMPEONATO 

–  A primeira bolha foi excelente mesmo perdendo o jogo de estreia, que acabou servindo de grande alerta pro nosso time. Saímos na liderança, trabalhos para corrigir alguns erros, mas na segunda não tivemos a mesma eficiência e acabamos na terceira posição. Agora estamos passando pelo maior e último período de treinos da temporada. Depois teremos um playoff em tiro curto, sem muito tempo para ajustes, então cada dia aqui passa a ter um peso enorme. Estamos evoluindo como time, ganhando mais confiança e fortalecendo também a parte emocional, que vai ser um fator determinante na busca pelo título.

PELO ANEL

–  A torcida pode ter certeza que o nosso time vai deixar tudo em quadra para conquistar esse título. É uma baita oportunidade jogar no Botafogo e ter a possibilidade de conquistar um campeonato brasileiro. Tá todo mundo unido, focado e querendo demais voltar a jogar e dar essa alegria pro Clube. 

O Glorioso volta à quadra pelo Brasileirão no dia 15 de maio, em Brusque, para iniciar a disputa dos playoffs, logo depois do returno da Conferência Hélio Rubens, de onde sairá o próximo adversário do alvinegro.

Fonte: Botafogo

ASSISTA, DEIXE SEU LIKE E SE INSCREVA NO CANAL


FalaGlorioso.Club | Loja com mais de 100 Produtos do Botafogo. Acesse!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui