Botafogo repete Vasco e faz pedido para evitar execução de dívida trabalhista

0
56

O Botafogo também decidiu seguir pelo mesmo caminho iniciado pelo Vasco na tentativa de evitar a execução judicial de dívidas trabalhistas. O clube pedirá à Justiça do Trabalho para centralizar todos os débitos desta ordem para garantir maior fôlego no pagamento destes.

Segundo o GE, o Fogão fez um pedido ao Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região (TRT-1) para migrar para o chamado ‘Regime de Execução Centralizada’. Este regime, que consta da regulação que permite a clubes virarem empresas, faz com que as dívidas possam ser centralizadas num regime especial, no qual o pagamento dos credores é feito com 20% das receitas mensais por um período até seis anos.

A medida foi colocada para evitar penhoras que possam colocar o funcionamento do clube sob risco. Assim como o Vasco, que teve sua dívida com pedido da execução pela Justiça do Trabalho, o Botafogo também tenta evitar problemas administrativos derivados de tal dívida, que estaria em torno de R$ 100 milhões.

Para os botafoguenses, a esperança é de que a decisão judicial, que ainda deve demorar para ser anunciada, possa seguir pelo mesmo caminho que o rival fez na Justiça. Ao contestar a execução destas dívidas, o Gigante da Colina ganhou prazo de 60 dias para definir o plano de como quitar tais débitos.

A execução da dívida do Botafogo tem origem com a retirada do clube do Ato Trabalhista (programa de reestruturação dos débitos trabalhistas), acontecida por falta de pagamento de parcelas depois que a Justiça revogou uma decisão que permitia ao clube postergar parcelas não pagas em 2020 (entre abril e julho), por causa da pandemia do coronavírus.

Sem conseguir pagar as dívidas, o time foi retirado do Ato e a Justiça passou a buscar o pagamento até o pedido de execução das dívidas, vindo depois de uma decisão que instaurou o chamado Regime Especial de Execução Forçada (Reef).

Fonte: Torcedores.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui