Botafogo tem dois pênaltis não marcados, e diretor protesta: “Erros recorrentes”

0
35

O Botafogo foi prejudicado três vezes pela arbitragem no jogo deste domingo contra o Brasil de Pelotas. É o que afirmou Fernanda Colombo, comentarista de arbitragem dos Canais Globo, ao analisar três lances polêmicos da partida entre os times, no Nilton Santos.

O primeiro aos dois minutos do segundo tempo. Pedro Castro pediu pênalti alegando ter sido puxado por Oliveira dentro da área. A arbitragem nada marcou. Para Fernanda Colombo, o árbitro Thiago Luis Scarascati errou.

– Houve o puxão do Oliveira no Pedro Castro. A bola estava indo para aquele lado da disputa, então ele tira o Pedro Castro da disputa. Para mim, foi pênalti – disse Fernanda Colombo.

O segundo lance foi aos cinco minutos da segunda etapa. O zagueiro Artur, último homem, derrubou Diego Gonçalves fora da área e recebeu o cartão amarelo. Para Fernanda Colombo, o zagueiro do Brasil de Pelotas deveria ter sido expulso.

– Lance para cartão vermelho. A gente tem de levar em consideração a direção do gol, o número de defensores, a distância do gol e o domínio da bola. O jogador tem grande chance de dominar a bola e sair de frente para o gol. Era lance para vermelho.

A terceira jogada foi aos 12 do segundo tempo. O Botafogo pediu mão de Leandro Camilo dentro da área. O árbitro nada marcou. Fernanda Colombo, no entanto, disse que deveria ter sido marcado o pênalti.

– Reclamaram de um toque na mão que aconteceu, sim. Ele sobe de braço aberto, isso é uma ação de bloqueio. Deveria ter sido marcado o pênalti.

Após o jogo, o diretor de futebol do Botafogo, Eduardo Freeland, fez um pronunciamento e reclamou bastante da atuação do árbitro.

– Venho aqui para manifestar mais uma vez o posicionamento do clube com erros recorrentes que vem prejudicando nossa performance e nossa posição na tabela. Não é porque ganhamos o jogo hoje que tem que passar batido. Tem o lance do Pedro Castro, que é puxado e não foi marcado o pênalti. Teve a bola na mão, são vários os jogos que isso vem acontecendo. A gente quer a correção, o acerto, sabemos que a CBF vai colocar o VAR.

– Precisamos também da participação dos árbitros. E a educação com que a arbitragem trata a equipe técnico, hoje faltou respeito. A gente pede por tudo o que a a gente fez, queremos justiça. Um jogo onde o vencedor seja o melhor em campo e merecedor por suas qualidades – disse Freeland.

O próximo desafio do Botafogo na Série B do Campeonato Brasileiro será na próxima quarta-feira fora de casa contra o Guarani. A bola rola a partir de 19h (de Brasília), em Campinas.

Fonte: ge

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui