Botafogo vai tentar retirar exigência de teste PCR para jogo de sexta contra o CRB

0
43
TORCIDA DO BOTAFOGO

Botafogo vai tentar em reunião com a Vigilância Sanitária e o Bepe (Batalhão Especial de Policiamento em Estádios) a retirada da exigência do teste de PCR para os torcedores que quiserem comparecer ao Estádio Nilton Santos no jogo de sexta-feira, contra o CRB. A informação é do “Canal do Anderson Motta”.

Uma alternativa seria exigir o teste apenas de quem não tenha o esquema vacinal completo – pelo menos 14 dias após ter tomado a segunda dose ou dose única da Jansen, ou a dose de reforço no caso dos idosos. Ou então permitir o acesso apenas desse grupo de pessoas, como fez o Flamengo na partida do último domingo no Maracanã contra o Athletico-PR.

A exigência do teste de Covid-19 – mesmo em torcedores com a vacinação completa – gerou reclamação dos alvinegros, devido ao alto valor (R$ 89). Até por conta disso, o público foi muito pequeno nos jogos contra Sampaio Corrêa (736 pagantes) e Avaí (718). O Botafogo havia explicado por que decidiu pela exigência dos testes nestes jogos:

“Caso optássemos por não requisitar o teste, grande parte da torcida estaria impossibilitada de comparecer ao Nilton Santos. Todas as pessoas com idade acima de 59 anos que não tomaram a dose de reforço da vacina contra a Covid-19 há 14 dias, e também as pessoas de 12 a 59 anos que não tenham tomado a 2ª dose pelo mesmo período, não poderiam por lei, comparecer. O Botafogo tomou uma decisão mais inclusiva no momento“, escreveu o clube.

Ingressos mais baratos em pauta

Além disso, ainda de acordo com o “Canal do Anderson Motta”, a diretoria alvinegra pode reduzir também os valores dos ingressos para o confronto decisivo de sexta-feira. Na última partida, contra o Avaí, os bilhetes custavam R$ 60 (inteira para não-sócios), enquanto que no primeiro jogo, diante do Sampaio Corrêa, o preço era de R$ 160.

A pouca presença de torcedores acabou coincidindo com um episódio que gerou muita repercussão na partida do último sábado, contra o Avaí. O técnico Enderson Moreira bateu boca com alguns alvinegros no meio do jogo e reclamou de falta de apoio e “negatividade” num momento decisivo na Série B.

Fonte:  FogãoNET e Canal do Anderson Motta

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui