Botafogo vê resposta positiva de jovens em meio a avaliações no elenco

0
129

Com o planejamento para a próxima temporada em andamento, e uma reformulação no departamento de futebol em curso, o Botafogo vê os jovens da categoria de base como parte integrante de um processo que visa novos ares e resultados positivos num futuro próximo. Em situação complicada no Campeonato Brasileiro e um cenário que aponta um rebaixamento iminente, os recursos para contratações prometem ser ainda mais escassos, fazendo com que os reforços caseiros possam ganhar espaço no elenco.

Contra o Palmeiras, na última terça-feira (2), o Alvinegro utilizou o zagueiro Sousa, o lateral Hugo, os meias Romildo e Cesinha (revelado pelo Inter) e os atacantes Matheus Nascimento e Rafael Navarro. Apesar de o time ter apresentado algumas falhas, o desempenho gerou boas avaliações internamente. Os nomes já faziam parte dos planos e, ao menos neste primeiro momento, a atuação provoca uma confiança a mais na direção de que eles vão poder ajudar em breve.

Por outro lado, a cúpula adota cautela e indica que os jovens não podem ser apontados como “salvação”, salientando que toda essa transição tem de ser feita obedecendo os passos necessários. O caso de Navarro, autor do gol do Alvinegro na partida, inclusive, é tido como um exemplo. O atacante teve uma oportunidade anterior no elenco profissional, mas não obteve o desempenho esperado logo de imediato. Retornou à base, “encorpou”, e, agora, surge como opção ao setor ofensivo.

A ideia para a próxima temporada é montar um grupo mais equilibrado, que possa, também, aumentar o potencial das promessas do clube.

Há uma intenção também de que, nesta reta final do Brasileirão, se possa utilizar a maioria dos jogadores que nos planos para 2021. Na sexta-feira (5), os comandados do técnico Eduardo Barroca encaram o Sport, no Nilton Santos, em jogo que pode definir a vida do Botafogo na competição.

Vale ressaltar, atualmente, membros do departamento de futebol têm larga experiência na base do próprio Botafogo. Barroca foi técnico e Eduardo Freeland, diretor da pasta, ocupou diversos cargos nas categorias inferiores do Glorioso. Freeland, até mesmo, chegou sob as credenciais de também poder melhorar a integração de todo o departamento, criando um DNA alvinegro.

Negociação com nome para departamento de futebol

O Botafogo conversa com Bruno Coev para compor o departamento de futebol. As negociações ainda dependem de alguns pontos para avançar, mas estão caminhando e um final feliz pode ser selado em breve.

Coev estava como supervisor das categorias de base do Flamengo e foi um nome indicado por Eduardo Freeland Eles trabalharam juntos no Rubro-Negro.

Fonte: UOL

FalaGlorioso.Club | Loja com mais de 100 Produtos do Botafogo. Acesse!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui