Campeão em 2010, Cajá é cotado para voltar na Série B: “Falou do Botafogo”, confirma fonte ligada ao meia

0
77

A semana tem sido quente no Botafogo. A três dias da estreia na Série B contra o Vila Nova, em Goiânia, o técnico Marcelo Chamusca vai recebendo as últimas contratações pelo departamento de futebol. Na última segunda-feira (24), o atacante Chay foi anunciado por empréstimo junto à Portuguesa até o fim do ano. O jogador de 30 anos marcou 5 gols em 13 jogos no Estadual. 

Na Portuguesa, Chay jogou várias partidas também flutuando pelo setor ofensivo, jogando até como “camisa 10” clássico em certos momentos. No empate contra o Botafogo, por exemplo, na Taça Guanabara, o atacante vinha atuando centralizado no meio e fez um golaço da entrada da área. O atleta também era cobrado oficial de pênaltis no time da Ilha do Governador, o que pode ajudar Chamusca no setor. 

No elenco alvinegro, Cesinha, Felipe Ferreira, Ricardinho e Marco Antônio são as atuais opções para a armação do time. Internamente, o diretor de futebol Eduardo Freeeland e o CEO Jorge Braga continuam ativos no mercado atrás de mais alternativas, especialmente com o fim dos Estaduais. 

Nesta terça-feira (25), fontes ligadas ao meia Renato Cajá, da Ferroviária, confirma que o Botafogo o procurou nos últimos dias, já que o armador de 36 anos está livre no mercado. “Falou de Brasil-RS, Goiás e Botafogo”, confirma à reportagem do Bolavip Brasil.

O contrato de Cajá com o clube de Araraquara expirou ao término do Campeonato Paulista, em que a Locomotiva caiu somente nas quartas de final para o campeão São Paulo. 

No jogo contra o Tricolor no Morumbi, Cajá marcou golaço de falta no ângulo. Cajá é conhecido de longa data do futebol brasileiro. Já passou por Grêmio, Bahia, Ponte Preta, Juventude, mundo árabe, China e Japão. E é claro, por General Severiano. 

Em 2020, Cajá fez parte do elenco comandado por Joel Santana que acabaria com o título carioca em cima do rival Flamengo. Naquele elenco, o meia jogou ao lado de Jefferson, Loco Abreu, Edno, Túlio, entre outros.

Em entrevistas passadas, o camisa 10 revelou que o próprio Joel, que o mantinha constantemente entre os reservas, o impediu de ir para o Athletico-PR, que havia lhe feito proposta na época. No ano seguinte, Cajá foi negociado com o Guangzhou Evergrande, da China, por cerca de R$ 4 milhões. 

Fonte: BolaVip

<!– wp:heading –>

<h2>GIRO DE NOTÍCIAS AO VIVO | SE INSCREVA NO CANAL E VENHA PARTICIPAR ENVIANDO AS SUAS MENSAGENS</h2>

<!– /wp:heading –>

<!– wp:html –>

<iframe width=”760″ height=”515″ src=”https://www.youtube.com/embed/oHeOReEW83g” title=”YouTube video player” frameborder=”0″ allow=”accelerometer; autoplay; clipboard-write; encrypted-media; gyroscope; picture-in-picture” allowfullscreen=””></iframe>

<!– /wp:html –>

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui