Caso Marcinho: ex-jogador pode pegar três anos de cadeia por atropelamento de casal

    0
    65

    O delegado Alan Luxardo, da 42ª DP, no Recreio dos Bandeirantes, enviou o inquérito do caso envolvendo o jogador Marcinho ao Ministério Público, nesta terça-feira (2), após a conclusão das investigações. De acordo com as buscas dos agentes, o ex-lateral-direito do Botafogoteria bebido cinco chopes no dia do atropelamento e estaria dirigindo o carro em alta velocidade. Marcinho será indiciado.

    O delegado da 42ª Delegacia de Polícia da região já enviou o inquérito ao Ministério Público, o próximo passo segundo o advogado Sergio Vieira é o órgão decidir, após análise, se oferece denúncia, arquiva ou solicita novas diligências no caso

    “Como a acusação deve ser por duplo homicídio culposo, a pena pode variar de um a três anos de prisão. É importante frisar que sendo considerado mesmo culposo, não há somatório das penas. É praticamente impossível de haver prisão em um caso destes, sendo assim é possível que ele possa continuar jogando enquanto o processo é tramitado na justiça”, elucida Sergio Vieira.

    Esta não é a primeira vez que jogadores de futebol se envolvem em problemas com a justiça, porém, o advogado Sergio Vieira aponta ser pouco provável haver alguma flexibilidade ou beneficiamento do réu.

    “Marcinho defende que fugiu do local por medo de ser linchado, portanto, é provável que a defesa se encaminhe nessa linha, porém o ato pode endurecer a pena contra ele, caso fique comprovado que ele poderia prestar socorro sem risco pessoal”, argumenta o advogado.

    Em caso de condenação, seja ela considerada culposa ou não, o jogador ainda pode recorrer aos tribunais superiores, sendo eles Supremo Tribunal de Justiça (STJ) e Supremo Tribunal Federal (STF)

    Alta Velocidade

    A perícia aponta que Marcinho estava entre 86 Km/h e 110 Km/h, totalizando uma média de 98 Km/h. A velocidade máxima permitida na região é de 70 Km/h. O inquérito ainda reforça que o atleta mora próximo ao local, o que afastaria dúvidas sobre o limite.

    ​O contrato de Marcinho com o Botafogo chegou ao fim pouco antes da virada do ano de 2020 para 2021. Ele, que chegou a jogar pela Seleção em 2019, foi cobiçado pelo Corinthians. Cria da base do Alvinegro carioca, ele soma 70 jogos com o time de General Severiano, onde ainda marcou dois gols e fez nove assistências.

    Fonte: MidiaMax

    FalaGlorioso.Club | Loja com mais de 100 Produtos do Botafogo. Acesse!

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui