Chamusca aponta caminhos para evitar novo empate do Fogão na Copa do Brasil

0
43

No dia 10/3, o Botafogo estreou na Copa do Brasil com uma bela goleada sobre o Moto Club, vencendo o time maranhense por 5 a 0. Um mês e sete rodadas de Campeonato Carioca separam aquela estreia do próximo desafio do Glorioso no torneio nacional. A segunda fase será contra o ABC/RN na próxima quarta (14), e a situação do time não é nada confortável.

Além de correr o risco de ficar fora da semifinal do estadual – no momento, o Fogão ocupa a 5ª colocação e pode ser ultrapassado ainda nesta rodada -, o time não tem conseguido vencer. Foram cinco empates e uma derrota neste último mês.

Um sexto empate pode não ser um bom negócio para o Glorioso. Ao contrário da primeira fase, em que o resultado igualitário dava a classificação ao visitante, esta fase da Copa do Brasil já prevê a disputa de pênaltis em caso de empate no jogo único.

A primeira coisa que o Botafogo precisará dar atenção é para a “consistência defensiva”. Marcelo Chamusca bateu muito nesta tecla na entrevista coletiva concedida ontem (10), após o 2 a 2 com o Volta Redonda.

“A gente conseguiu sustentar o 1 a 0 no primeiro tempo e teve algumas boas possibilidades. No segundo, nós fizemos o segundo gol, mas sofremos o empate logo depois. A gente vai precisar trabalhar o sistema defensivo como um todo, começando pelos atacantes”, analisou o treinador após a partida.

Por outro lado, Chamusca também pontuou que o Botafogo está evoluindo ofensivamente. Ele destacou que o time tenha alcançado 18 finalizações na partida. Bem mais que as oito tentativas do jogo anterior, o 1 a 1 com a Portuguesa-RJ.

Converter essa evolução em gols é essencial para evitar a disputa de pênaltis em Natal: “A equipe mostrou evolução, competiu mais, se organizou melhor, teve alguns momentos ofensivos interessantes. Essa é imagem que vou levar pro próximo jogo, que somos decisivos”, afirmou o treinador.

Um terceiro ponto que Chamusca observou tanto após o jogo contra a Portuguesa quanto ontem foi a questão da atitude do time. Nesses dois confrontos, o Botafogo saiu na frente nos primeiros minutos de jogo, mas cedeu o empate.

O treinador negou que o time seja orientado a recuar após o gol, mas admitiu que isso faz parte do “jogo de ação e reação” que acontece durante a partida.

“Saímos na frente e mantivemos um bom controle, sem o nosso goleiro tocar na bola. Quando eles [Volta Redonda] empataram, a gente reagiu, começou a atacar e terminou o primeiro tempo no campo deles, criando possibilidades. Voltamos no segundo tempo, mantivemos a intensidade e conseguimos o 2 a 1. Aí faltou consistência para manter o placar e poder ampliar com a entrada dos jogadores descansados”.

Fonte: UOL

BATE PAPO PÓS JOGO AO VIVO COM PARTICIPAÇÃO DA TORCIDA | CLIQUE | ASSISTA, DEIXE O LIKE E SE INSCREVA NO CANAL

FalaGlorioso.Club | Loja com mais de 100 Produtos do Botafogo. Acesse!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui