Chamusca x Cabo: um duelo que já decidiu título antes de Botafogo e Vasco

0
44

Marcelo Chamusca e Marcelo Cabo disputam hoje (22), às 15h05, em São Januário, o título da Taça Rio no comando de Botafogo e Vasco, respectivamente. O duelo pelo torneio de “consolação” organizado para as equipes que ficaram entre a quinta e a oitava colocação do Campeonato Carioca, porém, não é o primeiro que colocará os treinadores frente a frente. Em um passado nada distante, eles estiveram em lados opostos na briga pelo troféu do Campeonato Alagoano.

Em 2019, o Estadual de Alagoas teve como protagonistas da finalíssima o CSA, de Cabo, e o CRB, de Chamusca. Após uma vitória para cada lado, a equipe do hoje técnico do Vasco levou a melhor nos pênaltis.

Dois anos depois, eles se reencontram em um novo confronto valendo taça — é certo que sem o mesmo peso de outrora, mas que servirá como teste para a disputa da Série B do Brasileiro, grande desafio da temporada de ambos.

O Vasco levou a melhor no confronto de ida, no fim de semana passado, no estádio Nilton Santos, quando venceu por 1 a 0 com gol do atacante argentino Germán Cano. Por isso, o Cruzmaltino joga com a vantagem do empate neste sábado para ser campeão do torneio onde é o maior vencedor dentre todos os clubes do Rio de Janeiro.

Cabo substituiu Chamusca no CRB

Também em 2019, só que em outubro, Marcelo Chamusca e Marcelo Cabo tiveram os caminhos cruzados novamente, só que desta vez não disputando título, e sim num processo de substituição.

Em meio à disputa da Série B daquele ano, o CRB resolveu demitir o hoje treinador do Botafogo e escolheu justamente Marcelo Cabo, hoje no Vasco, para o seu lugar. O treinador permaneceu por lá durante um ano e foi campeão alagoano uma vez mais, em 2020.

Semelhanças e diferenças

As caminhadas de Vasco e Botafogo têm diversos pontos de semelhança, e as histórias dos treinadores voltam a se entrelaçar. Ambos chegaram ao Rio de Janeiro para clubes que passavam por uma reformulação no departamento de futebol após o rebaixamento na principal competição do futebol nacional.

A grave crise financeira e a busca das diretorias por soluções nos bastidores também dão o tom do clássico de logo mais. O Vasco, no entanto, fez uma venda milionária do atacante Talles Magno — que rendeu R$ 42 milhões e pode chegar a R$ 63 milhões — e aliviou um pouco o seu lado. O suficiente para regularizar os salários e comprar duas jóias: Matías Galarza e MT.

Com a ajuda do Sindeclubes, o Botafogo também conseguiu regularizar sua situação salarial com jogadores e funcionários.

No que compete ao mapeamento no mercado, porém, os rivais guardam algumas diferenças. O Vasco contratou oito jogadores até aqui e apostou em alguns atletas já rodados, casos do goleiro Vanderlei, o zagueiro Ernando, o lateral Zeca, o volante Romulo e o meia Marquinhos Gabriel. Eles se juntam a jovens promessas que nos últimos anos ganharam títulos importantes na base.

No outro lado, o Botafogo acertou com 12 reforços, a grande maioria apostas jovens e ainda não tão conhecidas em âmbito nacional. Com uma barca de saída quase na mesma proporção — assim como o Vasco — as mudanças no elenco foram bruscas de uma temporada para outra.

No quesito técnico, Cabo se encontra navegando em mares um poucos mais calmos, com apenas uma derrota na temporada até o momento. Chamusca, por sua vez, está pressionado. As eliminações precoces no Carioca e, principalmente, na Copa do Brasil, somado ao ainda cambaleante desempenho, fizeram com que a torcida passasse a questionar o trabalho do técnico e da própria diretoria.

FICHA TÉCNICA VASCO X BOTAFOGO

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)

Hora: 15h05 (horário de Brasília)

Árbitro: Mauricio Machado Coelho Júnior Auxiliares: Carlos Henrique Alves de Lima e Lilan da Silva Fernandes

Vasco: Vanderlei, Léo Matos, Ernando, Ricardo Graça e Zeca; Andrey, Galarza e Morato; Léo Jabá, Gabriel Pec e Germán Cano. Técnico: Marcelo Cabo

Botafogo: Douglas Borges; Warley, Kanu, Sousa e Paulo Victor; Matheus Frizzo, Romildo e Pedro Castro; Ronald, Marco Antônio (Felipe Ferreira) e Matheus Nascimento (Rafael Navarro). Técnico: Marcelo Chamusca.

Fonte: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui