Com chegada do CEO, Botafogo manda para o Conselho proposta de redução de vice-presidências

0
31

O Conselho Deliberativo do Botafogo votará no próximo dia 12 de abril proposta de redução de vice-presidências do clube. Com a chegada do CEO Jorge Braga, a atual diretoria quer diminuir o número de indicações políticas para dar espaço ao novo profissional. 

A ideia do presidente Durcesio Mello é manter as seis vice-presidências que já funcionam no clube: esportes gerais, financeiro, futebol, jurídico, remo e social. Com o acréscimos de mais uma, a vice-presidência executiva, que vai englobar todas as outras pastas que estavam vagas. 

Durcesio vai limitar indicações para dar espaço ao CEO — Foto: Vitor Silva/Botafogo

Durcesio vai limitar indicações para dar espaço ao CEO — Foto: Vitor Silva/Botafogo 

Com a atualização, o Botafogo ficaria, na verdade, com cinco vice-presidentes. Isso porque o presidente Durcesio acumula futebol e ficará, também, com a executiva. Já o VP geral Vinícius Assumpção cuida das finanças.

VPs do Botafogo

  • Durcesio Mello: além de presidente, futebol e executiva
  • Vinícius Assumpção: geral e financeiro
  • Daniel Junior: esportes gerais
  • Hilário Gouvêa: remo
  • Marcelo Barbieri: jurídico
  • Thiago Sallibi: social

Pelo estatuto, a diretoria do Botafogo precisa nomear quatro vice-presidências obrigatórias: esportes gerais, futebol, remo e social. Mas há outras, citadas como áreas de apoio, que precisam de destino definido. Duas delas terão espaço maior, financeiro e jurídico, porque são consideradas mais importantes. 

As outras pastas, como a administrativa, comercial e marketing, comunicação, patrimônio, serão incluídas na vice-presidência executiva. Isso porque são áreas de ação do CEO, que responderá diretamente a Durcesio e terá espaço para contratar executivos para reforçar a gestão. 

Fonte: ge

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui