Como manter os pequenos botafoguenses ativos em tempos de coronavírus

0
414

A reclusão domiciliar é difícil para qualquer pessoa, independentemente da idade. Para as crianças, que têm energia sobrando mesmo com todo o espaço do mundo disponível e que têm uma compreensão muitas vezes limitada daquilo que está acontecendo, esta situação pode ser ainda mais estressante. Manter nossos pequenos botafoguenses ativos, mesmo dentro do ambiente doméstico, é fundamental para a redução do estresse e dos efeitos físicos e psicológicos da falta de movimento.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), crianças de até 17 anos devem acumular pelo menos 60 minutos de exercício diário de intensidade moderada a vigorosa todos os dias da semana. Sob a reclusão domiciliar, esta recomendação também é válida.

Quais as atividades mais indicadas?

Saber estimular a criança de forma adequada é fundamental. As atividades devem ser pensadas de acordo com a idade e a fase de desenvolvimento da criança, e devem obedecer a alguns cuidados:

  • Brincar ativo: as atividades devem ser lúdicas e com um mínimo de regras, mais como uma brincadeira do que como uma atividade física. Isso é válido principalmente para as crianças mais novas, que ainda não estão intelectualmente preparadas para absorver regras mais complexas. Querer impor isso a força apenas tornará a atividade mais estressante e menos prazerosa.
  • Atividades variadas: Atividades diferentes estimulam a criança de formas diferentes, permitindo a ela desenvolver habilidades também diferentes. Além disso, não deixará a criança entediada.
  • Os exercícios devem ser focados mais na brincadeira e menos na competição. As crianças mais jovens ainda não estão emocionalmente preparadas para assimilar a derrota, e tentar introduzir isso a força apenas fará com que ela fique mais estressada. Aos ´poucos a criança tende a adquirir a paixão pelo futebol e pelo Botafogo, mas querer impor isso em uma idade ainda muito nova pode acabar tendo o efeito oposto ao desejado.

Pensando especificamente no futebol, a FIFA desenvolveu o FIFA 11+ kids, um programa de prevenção de lesões adaptado ao público infantil a partir do FIFA 11+, programa de prevenção de lesões para jogadores de futebol.  O programa foi desenvolvido para ser aplicado antes dos treinos de futebol, substituindo o aquecimento normalmente realizado pelos atletas. Ele não exige equipamentos específicos ou o suporte de profissionais especializados. Recomenda-se um espaço de 20×20 metros, mas a maior parte dos exercícios pode ser facilmente adaptado para uma área menor, até mesmo para dentro do domicílio. O programa possui estágios diferentes de dificuldade, a depender do desenvolvimento físico e técnico do pequeno atleta.

Por Dr. João Hollanda, ortopedista especialista em joelho e médico da Seleção Brasileiro de Futebol Feminino.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui