Coritiba aciona o STJD e pede impugnação da partida contra o Botafogo por gol anulado

0
29

Coritiba entrou, nesta segunda-feira, com um pedido de impugnação junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) da partida contra o Botafogo, no sábado, pela segunda rodada da Série B, no Nilton Santos. O Coxa reclama de um gol anulado. Vale lembrar que a Série B não tem VAR.

O ge já havia adiantado que o Coxa iria realizar um movimento de reclamação no início desta semana. A cobrança, contudo, foi maior do que era o previsto inicialmente. O presidente do STJD, Otávio Noronha, vai analisar o pedido e pode receber ou indeferir.

O lance em questão aconteceu aos 31 minutos do primeiro tempo, quando a partida estava empatada. Igor cobrou falta e marcou um golaço, mas o árbitro paraense Dewson Fernando Freitas da Silva alegou não ter autorizado a cobrança. 

Os jogadores do Coxa reclamaram que ele havia, sim, permitido a finalização. Ao cobrar a falta novamente, o jogador do Coritiba chutou para fora.

PC de Oliveira, comentarista da Central do Apito, considerou que o Coxa foi prejudicado.

O Coxa ainda fez uma reclamação ao presidente da Comissão de Arbitragem (CA), da CBF, Leonardo Gaciba, pelo pênalti marcado para o Fogão. 

O segundo lance ocorreu aos 14 minutos do segundo tempo. Após cobrança de escanteio, a bola bateu na mão direita de Igor, vinda de Val, volante alviverde. Marco Antônio cobrou e, no rebote de Wilson, marcou o gol do Botafogo.(veja lances abaixo)

Próximo passo

O presidente do STJD, Otávio Noronha, vai analisar o pedido do Coxa e pode receber ou indeferir. Se entender que houve um erro de direito, o caso irá para pauta de julgamento do Pleno do STJD. Caso entenda que não houve erro de direito e, sim, erro de fato, ele vai indeferir e arquivar o caso.

Não há prazo para a decisão da entidade, mas casos semelhantes costumam ter uma resposta em até uma semana. Caso a ação seja levada adiante, a CBF tem que voltar atrás e não homologar o resultado da partida e os três pontos do Botafogo serão retirados até que

uma decisão final seja tomada.

Momento da falta, na partida Botafogo x Coritiba — Foto: Divulgação/Coritiba 

– Houve um erro de procedimento, pois ele apita e indica a cobrança. O jogador do Coritiba cobra a falta. Se ele queria organizar a barreira, deveria deixar claro. Houve erro, a cobrança estava autorizada. Ele deveria ter validado o gol – disse PC de Oliveira.

Pênalti marcado

– Apesar de o braço estar levantado, ele não faz ação de bloqueio. A bola vem do próprio companheiro. Assim, não tem ação de bloqueio. Não foi pênalti. Foi bola na mão – disse o comentarista.

O Coritiba volta a campo na quinta-feira, às 19h, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. O adversário é o Flamengo.

Veja a nota oficial do Coritiba

“O Coritiba Foot Ball Club realizou, nesta segunda-feira (07), o pedido de impugnação da partida contra o Botafogo junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), realizada no último sábado, no estádio Nilton Santos, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Além disso, o clube também realizou a apresentação de reclamação formal à Comissão de Arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), por outros erros cometidos pela equipe de arbitragem na partida.

O pedido de impugnação de partida se dá pelo fato de ter se caracterizado erro de direito quando da anulação do gol de falta, marcado pelo lateral Igor, aos 31 minutos do primeiro tempo.

Quanto à reclamação formal à Comissão de Arbitragem da CBF, destaca-se também o erro de fato com relação ao pênalti que gerou o gol adversário”.

Fonte: ge

FalaGlorioso.Club | Loja com mais de 100 Produtos do Botafogo. Acesse!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui