Da esperança à rescisão: relembre a passagem de Salomon Kalou pelo Botafogo

0
121

Quase dois meses depois de o ge noticiar que Salomon Kalou havia revoltado a Bundesliga ao quebrar protocolos de higiene enquanto pertencia ao Hertha Berlim, você lia que o Botafogo havia feito uma proposta pelo marfinense. Com o futebol paralisado por causa da pandemia e ainda na esteira da chegada de Keisuke Honda – que até então havia jogado apenas uma partida – o experiente atacante chegava com quase a mesma pompa do japonês. 

Perto dos nove meses de Botafogo, clube e o jogador chegaram ao acordo de rescisão que fará com que o marfinense receba R$ 1,7 milhão dividido em cinco parcelas. O contrato firmado entre Bota e Kalou era até o fim do ano, mas sem o retorno técnico esperado e com pouco dinheiro por causa da queda para a Série B, o clube buscou a rescisão amigável. 

A negociação para o fim da passagem do marfinense foi mais longa do que para a chegada dele. Após a tentativa frustrada de contar com Yaya Touré, Botafogo demorou aproximadamente 20 dias entre os primeiros contatos e o anúncio da chegada do atacante em julho do ano passado. 

Kalou chegou ao Rio de Janeiro no meio de agosto de 2020 — Foto: Vitor Silva/Botafogo

Kalou chegou ao Rio de Janeiro no meio de agosto de 2020 — Foto: Vitor Silva/Botafogo 

Mais de um mês se passou entre o anúncio no dia 9 de julho e o início dos treinamentos. Sem a mesma recepção calorosa de Honda no Galeão, Kalou chegou ao Brasil em agosto e a esperança da diretoria era que o retorno técnico e em números de sócio-torcedor compensasse o gasto com o salário do atacante. Os associados chegaram a 31 mil após o anúncio do marfinense. Hoje são quase 10 mil a menos. 

A estreia diante do Coritiba foi interessante. Coincidentemente, o empate em 0 a 0 com a equipe paranaense também foi o último jogo de Luis Henrique. No Nilton Santos, Kalou apresentou bom futebol e foi um dos melhores em campo junto com Gatito Fernández na sétima rodada do Brasileirão. No jogo seguinte, novo empate, dessa vez um 2 a 2 fora de casa contra o Corinthians na única vez que marcou um gol pelo Botafogo. 

Ainda houve mais uma boa partida do marfinense com a camisa alvinegra, na derrota por 3 a 2 para o Vasco no Campeonato Brasileiro. Dali em diante, o atacante acumulou frustrações dentro de campo e irritou alvinegros, que comemoram a rescisão nas redes sociais. 

A última vez que foi titular do Botafogo foi na primeira partida da equipe em 2021, derrota por 2 a 0 contra o Athletico-PR, em casa. No jogo contra o Sport, que sacramentou a queda do Bota, Kalou entrou aos 37 do segundo tempo e desde então não atuou mais. Em fevereiro deste ano, ainda antes do rebaixamento para a Série B ser confirmado, a nova diretoria começou a buscar o acordo que, após quase dois meses, chegou. 

Essa foi uma das últimas vezes que Kalou encostou na bola em jogo oficial com a camisa do Botafogo — Foto: Vitor Silva/Botafogo

Essa foi uma das últimas vezes que Kalou encostou na bola em jogo oficial com a camisa do Botafogo — Foto: Vitor Silva/Botafogo 

Agora oficialmente sem Kalou, o Botafogo volta a campo no próximo domingo, quando enfrenta a Portuguesa, às 17h (horário de Brasília), no Giulite Coutinho, em Mesquita, pela oitava rodada do Campeonato Carioca. O Bota ocupa a sexta colocação, com 10 pontos e está a um do Madureira, que fecha o G-4 dos times que avançam para a semifinal do Estadual.

Fonte: ge



DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui