Dirigentes do Botafogo não sabem mais o que fazer com elenco inchado

0
76
recuperação judicial

Na penúltima posição na tabela da Série A do Brasileiro e com uma troca de diretoria pela frente em janeiro de 2021. Um panorama assustador, se não houvesse mais um grave
problema a ser resolvido antes do Estadual do próximo ano: o inchaço
do elenco.

Feito sem qualquer critério pelo debandado “comitê gestor”, que assumiu o futebol do clube após o reconhecimento do fracasso de
Nelson Mufarrej (atual presidente) de liderar o futebol profissional do clube.

Durcésio Mello: amigo de infância e eleito por influência de Carlos A. Montenegro

A batata quente será uma das primeiras missões de Durcésio Mello, presidente eleito recentemente apadrinhado nas urnas por Carlos
Augusto Montenegro. Um dirigente superado que – hoje – simboliza o que Eurico Miranda era no Vasco da Gama. Curiosamente, os dois clubes passam por graves problemas financeiros.

O Botafogo tem uma dívida estimada em R$ 1 bilhão. Os membros do tal “comitê gestor” cansaram de falar que a saída da crise seria o projeto da SA. Porém, ele jamais saiu do papel.
Frustrando de modo significativo a torcida.

Do atual elenco, poucos são os jogadores com
capacidade técnica para permanecerem em 2021. E não será surpresa se algumas situações ocorrerem. Como as saídas de “Gatito Fernández (bem cotado no mercado) e Salomon Kalou (até o momento uma decepção).

Fonte: Solidário Notícias

FalaGlorioso.Club | Loja com mais de 100 Produtos do Botafogo. Acesse!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui