Economista Jorge Braga é escolhido para o cargo de CEO do Botafogo

    0
    675
    JORGE BRAGA
    Foto: VITOR SILVA

    O Botafogo definiu o CEO que comandará General Severiano junto da nova diretoria. Após processo seletivo realizado nos últimos meses, o economista Jorge Braga foi o escolhido. A contratação do profissional foi oficializada na manhã desta quarta-feira pelo presidente Durcesio Mello no Estádio Nilton Santos.

    – É muita alegria, senso de responsabilidade e vontade de fazer parte dessa história que a gente vai construir junto. A profissionalização do futebol é uma tendência do futebol mundial. O mundo está vivendo um momento de muita liquidez, dinheiro disponível e investidores brasileiros e internacionais estão procurando bons ativos – disse Jorge à Botafogo TV.

    – O Botafogo tem tudo para ser esse grande ativo se a gente conseguir dar a transparência, gestão e governança que a gestão do futebol precisa. Vejo como excelente oportunidade. Fiquei muito impressionado com o time liderado pelo Durcesio, o nível da conversa, a visão e não podia deixar passar essa oportunidade. Quero fazer parte da história – completou.

    Jorge Braga é o fundador e diretor da 360º Graus de Resultados e Participações, uma empresa de consultoria especializada em recuperação, transformação, execução, aumento de receitas e outros resultados; atuou em cargos de gestão em empresas como Nextel, Embratel, Telemar e Lexmark Brasil.

    A profissionalização do clube foi a principal bandeira de campanha de Durcesio. A promessa é diminuir a presença de dirigentes amadores, ou seja, que não são pagos pelo Botafogo, têm outros empregos e não podem se dedicar 100% ao dia a dia.

    – Hoje é um dia histórico para o Botafogo. Estou muito feliz porque era uma das bandeiras da nossa gestão e eu acredito muito nisso. Acho que o Botafogo hoje está no dia 1 do nosso novo número um. Estou muito animado e satisfeito. Acho que vai ser uma gestão fantástica e vamos colocar o Botafogo em outro nível de profissionalismo, governança e compliance, como sempre falei, e de gestão mesmo.

    – Ele foi escolhido não só pela empresa que contratamos, mas também pelas três pessoas que me ajudaram nesse processo. Estamos muito convictos de que ele é a pessoa certa para levar o Botafogo ao lugar que deve estar – afirmou o presidente.

    Em inglês, a sigla CEO significa chief executive officer. Na tradução livre, diretor-geral. O escolhido será o principal nome da ala profissional alvinegra e comandará executivos que vão gerir as diversas áreas do clube, como finanças, comercial, jurídico, marketing etc. Além do futebol, que é liderado por Eduardo Freeland. Do outro lado estarão os políticos eleitos (o presidente Durcesio Mello e o vice Vinícius Assumpção) e os cargos estatutários, que não são remunerados.

    Com a contratação do CEO e dos diretores, é possível que o clube tenha como vice-presidentes apenas as exigências do estatuto: futebol, remo, social e esportes gerais. No momento, há cartolas comandando também as finanças e a área jurídica de maneira temporária.

    Quais serão os primeiros passos do CEO?

    JORGE BRAGA

    – É senso de urgência com responsabilidade. Meu primeiro passo é escutar, escutar todo mundo. Os sócios, beneméritos, diretoria, atletas, gestores e também a torcida. Especialmente a torcida, com quem precisamos abrir um canal de comunicação diferente. A partir disso, fazer um levantamento técnico, realista e criar um plano de trabalho muito rapidamente. Mas vou começar escutando.

    – É uma honra e uma responsabilidade. Vou estar à altura do desafio. A gente vai abrir um canal de comunicação. Queremos escutar o que o torcedor tem para falar. Queremos conduzir não só a emoção, mas também vocação, entusiasmo da torcida. Contem com a gente porque a gente vai contar com vocês.

    DURCESIO MELLO

    – Primeiro vamos ter muita conversa, muita reunião com o pessoal de cada departamento para se inteirar com a situação de cada um, arregaçar as mangas e começar o trabalho. Vou estar ao lado dele o tempo todo, sem interferir porque daremos autonomia total para ele. A gente está dentro de um modelo associativo, então eu tenho que assinar ainda, mas ele que vai ser o cara que vai dizer tudo que tem que fazer e tomar o rumo do novo Botafogo. Agora é só esperar. Tem uma fase de 60 a 90 dias para ele se inteirar da situação, e depois é começar a arregaçar as mangas, porque temos muito trabalho pela frente.

    – Espero que o torcedor tenha o mesmo sentimento que eu, como botafoguense, tenho. Da importância que isso tem para o nosso clube. Espero que todos entendam como isso vai ser um divisor de águas para o Botafogo. Aqui começa uma gestão nova com profissionalismo para alçar voos maiores. O Botafogo tem que voltar ao lugar de destaque que sempre teve no futebol. Estou muito feliz. É um dia histórico para o Botafogo e, ouso falar, para o futebol brasileiro. Porque acho que outros clubes vão seguir o exemplo do Botafogo porque essa é a solução para o futuro do futebol brasileiro.

    Fonte: GE

    ANÁLISE E NÚMEROS DE RICARDINHO, ASSISTA, DEIXE SEU LIKE E SE INSCREVA NO CANAL


    FalaGlorioso.Club | Loja com mais de 100 Produtos do Botafogo. Acesse!

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui