Em momentos distintos, defesas de Vasco e Botafogo serão colocadas à prova no clássico

0
86

Em tempo de reconstrução de ambos os lados, Vasco e Botafogo se enfrentam neste domingo e as defesas serão colocadas à prova. O Cruz-Maltino foi vazado nos quatro jogos até aqui, enquanto o Glorioso não tomou nem um gol até o momento. Mas será o primeiro desafio contra times do mesmo nível nacional nesta temporada.

E do lado vascaíno, será somente o terceiro jogo com o time principal – uma equipe formada por reservas até 22 anos mais juniores disputou os dois primeiros jogos do Estadual. Os reforços foram somente três até aqui, dois para o setor defensivo. E já estrearam: Zeca e Ernando.

A linha defensiva vem, então, se entrosando em meio à indefinição de Leandro Castan e ao amadurecimento de MT – antes júnior e titular da lateral esquerda nos quatro jogos até aqui.Ainda tem Lucão ganhando experiência com a saída de Fernando Miguel e a não reposição.

No Botafogo, a retaguarda foi uma das maiores dores de cabeça no último Campeonato Brasileiro. Marcelo Chamusca, treinador contratado para a atual temporada, visou justamente ajustar os encaixes no setor neste começo de trabalho. Os resultados aparecem: a sequência da defesa de quatro jogos inviolável não acontecia desde 2019.

Kanu, um dos poucos destaques da equipe rebaixada no ano passado, continua liderando o setor. Ao lado dele, Marcelo Benevenuto busca recuperar o bom futebol – até aqui, não comprometeu na temporada 2021. No flanco direito, Jonathan já fez mais que os últimos concorrentes. Na esquerda, Guilherme Santos e Hugo, os dois especialistas, ainda não estão disponíveis. Paulo Victor, do sub-20, deve receber a primeira chance como profissional.

Início de trabalho, primeiros problemas e primeiras soluções. Mas tanto Vasco quanto Botafogo querem bom resultado defensivo.

Fonte: IstoÉ

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui