Fla, Flu, Vasco e Bota vão receber mixaria da TV no Carioca

0
83

Revolta. Esse é o sentimento de vários dos presidentes de clubes do Campeonato Carioca com o acordo fechado para os direitos de transmissão da edição deste ano com a Record em TV aberta e operadoras no pay-per-view. O motivo: as cotas se tornaram praticamente irrisórias.

O Flamengo será o clube com maior faturamento e deve ficar com algo próximo a R$ 7,4 milhões. No antigo contrato com a Globo, a receita do Fla era de R$ 18 milhões, mesmo valor praticado com os outros três grandes. Mas esse acordo começou a ruir no ano passado quando o Rubro-Negro pediu R$ 100 milhões por ano para renovar.

Com o fim do contrato do Carioca com a Globo, Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) e demais clubes passaram meses cuidando de um envelopamento do estadual, a fim de vender seus direitos de transmissão por uma quantia melhor. Até a empresa de Marcelo Campos Pinto foi contratada.

Mas, na prática, a iniciativa se mostrou um fiasco. Primeiro porque a Record pagou apenas R$ 11 milhões pelos direitos em TV aberta. Detalhe: dos R$ 11 milhões, sobraram apenas R$ 2,8 milhões para serem divididos entre 12 clubes – 60% da grana para os quatro grandes e 40% para os pequenos.

O motivo? A produção custou R$ 6 milhões, a Ferj levou R$ 1,1 milhão e impostos e direitos de imagem se encarregaram de abocanhar mais R$ 1,1 milhão. 

Isso quer dizer que cada um dos quatro grandes embolsou pouco mais de R$ 400 mil da Record. Havia a perspectiva de venda de cotas de publicidade para aumentar a receita, o que não ocorreu. Os índices de audiência também foram bem pequenos.

Mas previa-se que o pulo do gato neste grande acordo seria o pay-per-view. Afinal, com a negociação direta com as operadoras, seria possível faturar 65% do valor de cada assinante, após os impostos – com o pay-per-view da Globo, o repasse era de 44%.

Só que as vendas do PPV ficaram muito aquém. Cerca de 200 mil pacotes acabaram comercializados, já incluindo a venda realizada pelos próprios clubes, como a FlaTV+. O Rubro-Negro será aquele com maior faturamento no pay-per-view. Algo na casa dos R$ 7 milhões.

Globo pagaria mais: O Carioca de 2021 quase voltou para as mãos da Globo. Às vésperas da assinatura com a Record, a emissora carioca apareceu com uma última proposta: R$ 50 milhões para dividir entre os quatro grandes e mais R$ 10 milhões para todos os outros pequenos.

O presidente de um clube revelou ao Blog que Vasco, Botafogo e Fluminense aceitaram a oferta, mas havia a necessidade da concordância de todos. E o Fla votou contra, melando o acordo.

Desta maneira, em vez de faturarem R$ 12,5 milhões, cada, os grandes vão ganhar com menos da metade, exceto o Flamengo com seus R$ 7,4 milhões. A estimativa é de que Fluminense e Vasco fiquem com algo na casa dos R$ 4,4 milhões, enquanto o Botafogo embolse não mais do que R$ 3 milhões.

E os pequenos? Até hoje, 10 de maio, não puseram um centavo de TV no cofre. E a realidade para eles é desesperadamente assustadora.

Fonte: Yahoo Esportes

CLIQUE, ASSISTA, SE INSCREVA E DEIXE SEU LIKE E COMENTÁRIO

FalaGlorioso.Club | Loja com mais de 100 Produtos do Botafogo. Acesse!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui