Freeland “se derrete” por medalhão e expõe bastidores no Botafogo: “Não víamos perspectiva de mudanças”

0
51

Na tarde da última segunda-feira (15), o Botafogo conquistou seu acesso à Série A e bateu o Operário, por 2 a 1, no Nilton SantosPedro Castro e Rafael Navarro, já no segundo tempo, viraram o placar e colocaram o Glorioso em vantagem. Após o apito final, jogadores e membros da comissão técnica vibraram e foram comemorar nos braços da torcida.

“Estamos muito felizes. Esta torcida merece muito. É muito difícil tudo que o Botafogo passou. Nada mais justo do que agradecer o apoio. Hoje eles (torcedores) ganharam o jogo conosco, eles ganharam essa partida. O principal objetivo é o acesso, mas temos chances de ser campeões e não abrimos mão disso. O Botafogo é um dos pilares do futebol brasileiro”, disse Enderson.

Agora, com o acesso já conquistado, o clube trata 2022 como prioridade e tenta renovar com alguns atletas. Eduardo Freeland, em participação no “Seleção SporTV”, falou sobre o tema e também elogiou Joel Carli, que se tornou um dos pilares de Enderson“Quando falei em traçar um perfil, algo que ficou nítido na minha chegada foi a falta de liderança no vestiário”, disse.

“Tem uma paixão pelo clube além da liderança, percebemos que era muito necessário. Queríamos também jogadores fortes na bola parada, como Carli e o Gilvan, é uma coisa importante na Série B. O Carli tem um vínculo de paixão com o clube que faz muita diferença. É um cara muito visceral, que contamina o ambiente, cobra muito a gente e colaborou demais”.

“Cheguei a fazer uma reunião com a comissão técnica e perguntei se alguém acreditava se iríamos ganhar pelo menos algum jogo até o final. Era um ambiente no qual não víamos perspectiva de mudanças. Eu nunca tinha visto algo como aquilo”, completou Freeland. O próximo jogo será no domingo (21), quando o Botafogo visita o Brasil de Pelotas, fora, às 16h (de Brasília).

Fonte: BolaVip

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui