Governo apoia projetos culturais com temática esportiva em clubes; Casarão de GS sofrerá adequação estrutural

0
117

Cultura e Esporte, quando bem entrosados, podem formar um casamento perfeito, mesmo que aparentemente estejam em times distintos. E o Governo do Estado do Rio, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec), decidiu apostar na harmonia entre esses dois setores e está apoiando iniciativas culturais com temáticas esportivas. Via Lei Estadual de Incentivo à Cultura, já foram aprovados projetos que envolvem três dos principais clubes do Estado do Rio: Flamengo, Vasco da Gama e Botafogo, agremiações que reúnem milhões de torcedores fanáticos e que estão reformulando suas áreas museológicas e apoiando projetos socioculturais.

– Os clubes têm uma enorme importância histórica e cultural. Além de resgatar essa memória, os projetos vão aliar a paixão dos torcedores por esses escudos com iniciativas de cunho social, levando esse espírito de vitória para a população mais carente – explicou a secretária Danielle Barros.

O Flamengo vai criar uma plataforma digital para divulgar seu acervo e memória na internet. O projeto do “Museu Digital” também prevê a pesquisa e preservação de peças históricas e documentos, e vai receber R$ 1.972.200, a partir da renúncia fiscal já autorizada pela Secretaria. A iniciativa também é patrocinada pela Tim, e o acesso será gratuito.

A plataforma poderá ser utilizada por quem visitar o futuro Museu do Flamengo, espaço que será ampliado para receber atrações com modernos recursos tecnológicos. Por meio do programa Passaporte Cultural, que dá acesso a pessoas em situação de vulnerabilidade social a equipamentos culturais do estado, o clube fará parceria com a Secretaria de Cultura e permitirá a entrada gratuita de grupos para apreciarem as relíquias que contam mais de 125 anos de história. A visita guiada é também uma aula que explica o contexto social e cultural de cada período.

A Secretaria e a Tim patrocinam outro projeto cultural envolvendo os rubro-negros. O apoio de R$ 2.558,322 será destinado à realização de shows de música e apresentações de dança na abertura dos jogos de basquete do Flamengo na liga NBB, este ano e em 2022. Projetos sociais que levam cultura para comunidades carentes serão beneficiados e participarão das exibições.

Centro cultural em São Januário

Também por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, serão destinados R$ 3 milhões para a realização de oficinas para jovens em situação de vulnerabilidade social e para a reformulação e reforma da Sala de Troféus do Vasco da Gama. Um dos projetos incentivados é o “Gigante Memória – Espaço Experiência”, que vai transformar o atual espaço dedicado às conquistas, em São Januário, em centro cultural de cunho museológico e com recursos tecnológicos avançados.

Com a concretização do patrocínio, haverá implantação de uma estrutura expositiva multimídia e interativa com diversos ambientes que vão contar a história do Vasco da Gama e suas modalidades esportivas.

O projeto inclui a instalação de recursos tecnológicos que irão possibilitar experiências imersivas e interativas, fazendo o público vivenciar a história de quase 123 anos do clube graças a projeções, textos, imagens, memorabília e fotos.

Já o “Ciclo de oficinas culturais-Vasco da Gama” realizará um programa de oficinas culturais de alta qualidade na sede do clube, com foco no audiovisual, música e dança, também com patrocínio da Secretaria e da Tim. Serão implantados quatro contêineres, que atenderão às atividades da seguinte forma: dois contarão com mesas e cadeiras com computadores para oficinas de audiovisual; e outras dois terão finalidade multiuso e isolamento termoacústico. Estes contarão com paredes espelhadas e mobiliário desmontável, que servirão para oficinas de dança e música. Também será construído um anfiteatro para apresentação dos alunos e para dias de oficinas em espaço aberto.

O público-alvo são jovens de 12 a 24 anos moradores das redondezas, estando em sua maioria em situação de vulnerabilidade social, além de mulheres a partir de 18 anos para uma capacitação em arte, tecnologia e empoderamento digital com o total de 280 alunos atendidos em todo projeto.

Casarão da General Severiano sofrerá adequação estrutural

A Lei de Incentivo também está possibilitando um importante investimento que vai ajudar a preservar a memória do Botafogo de Futebol e Regatas, outro projeto patrocinado pela Secretaria de Estado de Cultura e a Tim. O Casarão da General Severiano, sede oficial do clube no bairro que lhe dá nome, sofrerá adequação estrutural para receber o museu, dando início à realização desse sonho.

O imóvel vai abrigar o acervo histórico deste que é um dos principais clubes do nosso país, permitindo a todos conhecer um pouco da história do nosso futebol e do clube que foi base das seleções que conquistaram o tricampeonato mundial. Paralelo à obra civil de adequação do espaço, será feito um levantamento histórico de todo acervo que existe, definido o conteúdo que será exposto, produzido o material audiovisual explicativo e montada toda a estrutura expositiva da primeira fase do museu, incluindo a comunicação visual do espaço. O valor aprovado foi de R$ 2.849.700,00.

Ao todo, a Lei de Incentivo já proporcionou um investimento de aproximadamente R$ 22,7 milhões na Cultura do Estado do Rio este ano.

Fonte: Governo do Estado do Rio

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui