Intriga envolve nova diretoria e gerente de futebol

0
142

Nem sequer tendo completado um mês no cargo, a nova diretoria do Botafogo já vive um clima de intriga com o gerente de futebol Túlio Lustosa. Segundo rumores, é forte a pressão do quadro de associados (e da torcida) para a demissão do dirigente e do técnico Eduardo Barroca.

Contratado justamente por Lustosa, quando passava por um período de derrotas à frente do Vitória, da Bahia, na Segunda Divisão. Curiosamente antes de ser convidado e efetivado pelo extinto comitê gestor (uma das aberrações cometidas pela administração de Nelson Mufarrej), Túlio Lustosa estava desempregado. Havia sido demitido pelo Goiás, sob a justificativa de ter cometido vários erros na montagem do elenco. Detalhe: a exemplo do Botafogo, o clube de Goiânia também ocupa a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro (2020 – 2021).

O presidente Durcésio Melo parece seguir os passos de omissão do antecessor

Revoltada com a situação do time, parte da torcida resolveu protestar. Pichando a imagem de Túlio Lustosa no muro (localizado em frente à sede de General Severiano) em que homenageia alguns dos ídolos da instituição. Sobre a crítica do empresário Marcos Leite (intermediou as negociações envolvendo Honda, Kalou e o técnico Ramón Díaz), o ex-boleiro se defendeu: “Eu vi diretas de um camarada aí, que está perdendo o privilégio dentro do Botafogo. É lamentável que um sujeito, que quer trabalhar no meio do futebol, tenha esse tipo de atitude”, disse

Presidente se omite sobre problemas
“Conversei com ele sobre a negociação do Díaz. É melhor ele ficar calado. Uma negociação que começou com x e terminou com 2x por incompetência do intermediador. Tudo que acontece vou estar do lado do Botafogo. Não estou defendendo nada do Túlio Lustosa, mas o Botafogo”, afirmou.

“Eu vou minar o técnico do Botafogo? Não tem cabimento isso. Se minar, estarei minando o meu trabalho. Quando assinou sabia do nódulo, mas não da gravidade. Soube aqui no Rio de Janeiro. Disse que faria a cirurgia e voltaria em 10 ou 15 dias, tanto que foi estabelecido no contrato que poderia rescindir o contrato sem multa em até 30 dias. Ele não teria como voltar antes de 30 dias. O Comitê de Futebol estabeleceu que não daria para esperar e que faríamos a rescisão. Desde aí sou atacado de forma covarde por esse sujeito”.

Quanto ao novo presidente, Durcésio Melo, parece estar seguindo a linha de omissão do antecessor. Em momento algum se manifestou sobre ambos os assuntos.

Fonte: Solidário Notícias

JOGO DA VIDA, OU GANHA OU CAI! CLIQUE, ASSISTA E SE INSCREVA NO CANAL!

FalaGlorioso.Club | Loja com mais de 100 Produtos do Botafogo. Acesse!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui