Jornalistas destacam evolução do Botafogo nas mãos de Enderson Moreira: ‘Agora o combustível é a confiança’

0
700

É nítida a evolução do Botafogo desde a chegada de Enderson Moreira. Com isso, o Glorioso soma quatro vitórias seguidas e se aproximou de vez do G4 da Série B. No programa “Redação SporTV, os jornalistas Carlos Eduardo Mansur e Sidney Garambone elogiaram o desempenho do time contra a Ponte Preta e o trabalho do treinador que conseguiu recolocar o Botafogo no caminho certo para voltar è elite do futebol brasileiro.

– Contra o Vasco, o Botafogo teve uma característica similar a de ontem (vitória sobre a Ponte Preta): encontrar gol, defender com linhas bem baixas e matar o jogo no contra-ataque. Modelo que vira a cara do Botafogo na Série B, vem de quatro vitórias seguidas. Oscilações são a cara da Série B e dos times grandes da competição, que caem sem a receita da Série A. Passa a tentar operar em prateleira de jogadores que historicamente não buscavam, a margem de erro aumenta – disse Mansur, que em seguida emendou:

– Há a sensação de jogadores não correspondendo, descarte e montagem de novo time. Isso faz ter oscilações, ainda mais com chegada de novo treinador. Isso tem impacto. O Botafogo hoje com tem atletas que chegaram com a competição em em andamento, naturalmente tem mudança grande na cara do time e na adaptação. Dá pequenos sinais que vai conseguir, os resultados dão paz – analisou o comentarista.

De acordo com o comentarista Sidney Garambone, Enderson Moreira resgatou a confiança da equipe Alvinegra com pouco tempo de trabalho. Para ele, o time apresenta mais equilíbrio emocional para segura a vantagem e agredir o adversário em busca da vitória.

– Foi um jogo até aberto, duas equipes que não têm poder de marcação tão azeitado. O que o Enderson conseguiu, no primeiro momento na conversa, foi um time mais leve, que troca mais passes, agride mais e tem equilíbrio emocional. Vimos nas primeiras rodadas da Série B o Botafogo jogando bem, time mais leve e agressivo, que não segurava vantagens. Não administrava. Não transformava em vitórias. Na Série B é fundamental ter paz. Se começa a ratear, pensa em outra coisa, em se manter apenas. Agora o combustível é a confiança – completou Garambone.

Com 25 pontos, a equipe se aproximou de vez do G4 e pode entrar na zona de acesso já na próxima rodada caso aconteça uma combinação de resultados. Na quinta, o time volta a campo contra o Operário (PR), às 21h30, no Germano Krüger.

Fonte: O Dia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui