Kfouri: “O Bota até mereceu classificação, mas não levou”

0
31

Aos 23 minutos de jogo entre Cuiabá e Botafogo, na parada para hidratação, o trio que transmitia a partida no SporTV concordava: “Jogo bom passa rapidamente”. Pensei que com meus botões: “O que não se faz para prender a atenção do telespectador”.

Porque não é que o jogo não fosse bom. O jogo era muito ruim, sem nenhum chute a gol, como quase aconteceu até o fim do primeiro tempo, salvo por um arremate cuiabano e ótima defesa de Cavalieri.

Claro, nem se poderia esperar outra coisa, de um time da Série B contra outro que está tentando fugir dela. Valia 3 milhões e 300 mil reais e vaga nas quartas de final da Copa do Brasil e o Cuiabá havia vencido no Rio por 1 a 0.

No segundo tempo o jogo ficou mais animado, porque o Glorioso foi para pressão, embora seguisse sem conseguir chutar ao gol dos anfitriões na Arena Pantanal. Aos 23 minutos, enfim, Pedro Raul deu cabeçada fulminante e João Carlos fez milagre para impedir o empate no placar agregado. Aos 33′ foi a vez do travessão salvar o time mato-grossense, em novo arremate de Pedro Raul.

Não dá para entender por que Pedro Raul só entrou aos 14′ do segundo tempo, pois em menos de dez minutos ele levou perigo três vezes à meta cuiabana. E eu louco para, ao menos, ver a graça dos pênaltis. Diga-se que o Botafogo merecia um gol. E foram sete os minutos de acréscimos, de drama.

Aos 49′, em cabeçada de Guilherme, João Carlos fez outra bela defesa. Merecia sim o Botafogo, mas não fez o gol e disse adeus à Copa do Brasil. O Cuiabá fica. Como o São Paulo.

Fonte: Blog Juca Kfouri

FalaGlorioso.Club | Loja com mais de 100 Produtos do Botafogo. Acesse!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui