Liderados por PC Caju, campeões querem ir à Fifa pleitear mundiais; Botafogo faz réplicas das taças

0
826

Depois de registrar três títulos mundiais no site oficial no ano passado, o Botafogo prometeu ir à Fifa pela oficialização das conquistas da Pequena Taça do Mundo de 1967, 1968 e 1970, torneio triangular sediado em Caracas, na Venezuela. A ideia ainda não foi adiante, mas os campeões se oferecem para representar o clube na entidade máxima do futebol. 

A ideia parte de Paulo Cézar Caju, que participou das três conquistas. Em vídeo gravado por Raoni Seixas, pesquisador da história do clube e colecionador de camisas, o ex-ponta esquerda cobra um reconhecimento do Botafogo para os campeões em Caracas. PC sugere que ele e outros ex-jogadores alvinegros que também foram campeões mundiais com a seleção brasileira sejam nomeados para ir à Fifa e pedir o reconhecimento dos títulos a Gianni Infantino, presidente da entidade. 

– Na época nós pegamos Barcelona, Peñarol, Santos, todos com jogadores famosos, e conquistamos três vezes o Mundialito de Caracas, mas isso nunca foi oficializado pela Fifa. O Botafogo tem hoje jogadores que foram campeões do mundo e residem no Rio de Janeiro: Gerson, Roberto Miranda, Jairzinho, eu. 

– Se tivesse um reconhecimento do que esses jogadores fizeram pelo clube com um título de embaixadores, seria mais fácil. Imagina chegar um Gerson, um Jairzinho, um PC e um Roberto Miranda, acha que o Infantino não iria nos receber? São quatro campeões do mundo. É um dos erros de todos os dirigentes que passaram pelo clube. O Botafogo é tricampeão mundial – diz PC no vídeo. 

Na época, o torneio não entregou as taças físicas aos campeões, por isso o Botafogo mandou confeccionar esses troféus exatamente como eram. Eles estão em destaque no Centro de Memória do clube desde janeiro passado, mas a pandemia dificulta a visita dos torcedores ao local. O grande benemérito e curador do espaço Luiz Felipe Carneiro foi quem tomou conta do processo. 

– Fizemos os troféus em tamanho maior, mas o design é fiel aos da época. A visitação ao Centro de Memória está sendo retomada agora – comentou ao ge.

Em abril do ano passado, uma semana após o clube registrar os títulos como mundiais em seu site oficial, o ge procurou a Fifa, que disse não considerar o Torneio de Caracas como mundial. Passado mais de um ano, a entidade ainda não recebeu nenhuma solicitação oficial do Botafogo. 

O clube vê com bons olhos a proposta de PC Caju, que faz parte de uma geração muito valorizada pelos alvinegros, e ainda quer o reconhecimento dos títulos de Caracas. 

Botafogo confecciona réplicas das taças do Torneio de Caracas — Foto: Arquivo pessoal/Luiz Felipe Carneiro

Botafogo confecciona réplicas das taças do Torneio de Caracas — Foto: Arquivo pessoal/Luiz Felipe Carneiro 

A reportagem entrou em contato com os ex-companheiros de PC Caju tanto naquele Botafogo quanto na Seleção que conquistou a Copa do Mundo de 1970. Todos concordaram com a ideia. Roberto Miranda e Gerson também reconhecem os títulos como mundiais e se colocam à disposição do Botafogo para ajudarem no pleito junto à Fifa. 

– Eu faria com maior prazer, e isso seria muito bom para o Botafogo. Eu iria com maior carinho. Isso tem que ser reconhecido, fomos campeões mundiais. Eu aceitaria fazer parte, sim – afirmou Roberto. 

– A iniciativa é válida. Isso já vem sendo reivindicado há muito tempo pelo Botafogo e é mais do que justo. Acho até que pode juntar mais gente daquele time. Quanto mais gente, melhor – defendeu Gerson. 

Gerson foi protagonista em uma das conquistas, em 1968 — Foto: Vitor Silva/Botafogo

Gerson foi protagonista em uma das conquistas, em 1968 — Foto: Vitor Silva/Botafogo 

Um dos maiores ídolos alvinegros de todos os tempos, Jairzinho concorda com os colegas e pede um maior envolvimento do Botafogo na questão. O Furacão da Copa de 70 lembra com carinho dos torneios vencidos em Caracas.

– Tudo que for em prol de melhorar o Botafogo, eu estou dentro. Agora, tem que ter alguém para investir nessa ideia, o clube tem que ajudar também. Acho muito válido. Comecei a jogar no Botafogo em 1960 e só parei em 1975, sou muito grato e fico muito feliz de ter ajudado esse clube. 

– Eu lembro com muita alegria desses campeonatos, foi um momento excepcional de todos que compartilharam daquilo. Ajudou a dar muito mais popularidade ao Botafogo, a fazer o clube ser ainda mais conhecido. Foram conquistas muito importantes – declarou Jairzinho. 

A copa internacional disputada na capital da Venezuela foi criada logo após o Mundial de 1950, sediado pelo Brasil. O torneio foi disputado até os anos 70 e teve alguns nomes, mas ficou conhecido como Pequena Taça do Mundo. Além de equipes sul-americanas, competiram gigantes de Espanha, Inglaterra, Itália, Portugal e de outros países do Leste Europeu. Também participaram seleções nacionais, como a da Argentina.

Nas três edições que participou, o Botafogo passou por clubes como Barcelona, Benfica e Peñarol, fora as seleções argentina e soviética. Além do time alvinegro, outros brasileiros venceram o torneio: Bangu, Corinthians, Cruzeiro e São Paulo. 

Fonte: ge

CLIQUE, ASSISTA, DEIXE SEU LIKE E SE INSCREVA NO CANAL

FalaGlorioso.Club | Loja com mais de 100 Produtos do Botafogo. Acesse!




DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui