Ministério Público oferece denúncia contra Marcelo Benevenuto, do Botafogo, em caso de agressão contra namorada

0
272

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro ofereceu denúncia contra o zagueiro Marcelo Benevenuto, acusado de agredir a namorada em 2017. A Justiça determinou a citação do jogador do Botafogo, que aguarda o cumprimento do mandado para apresentar sua defesa.

O delegado responsável pelo caso concluiu pela inexistência de crime e sugeriu o arquivamento do inquérito policial. Contudo, o MP requereu esclarecimentos à perícia, que entendeu que o ferimento da vítima poderia ser condizente com o crime de lesão corporal. Com base nisso, a Promotoria apresentou denúncia, que foi aceita pela Justiça.

– A defesa está tranquila, porque conseguiu demonstrar na investigação a inocência, tanto que o delegado concluiu que não houve crime. O promotor entendeu de forma diferente, mas vamos provar a inocência dele também para a Justiça. Assim como conseguiu provar para para a Polícia, a defesa está confiante de que vai provar para a Justiça – argumentou Andre Perecmanis, advogado que representa o jogador.

Marcelo Benevenuto é titular da defesa do Botafogo e tem 37 jogos e dois gols em 2020.

Ministério Público oferece denúncia contra Marcelo Benevenuto em caso de agressão — Foto: Vitor Silva/Botafogo

Entenda o caso

No dia 2 de abril de 2017, a então namorada de Marcelo Benevenuto denunciou o zagueiro por agressão após um desentendimento do casal próximo à sede do Botafogo, em General Severiano. A vítima relatou que recebeu um soco no rosto após uma discussão motivada por ciúmes.

O jogador foi intimado a prestar depoimento e negou ter agredido propositalmente a companheira. “Segundo o seu termo, num ato reflexo para se desviar da ex-namorada, o relógio que estava no seu pulso resvalou no rosto da vítima”, explicou o delegado na ocasião.

A reportagem do ge teve acesso ao relatório de inquérito, que concluiu pela inexistência de elementos suficientes para configuração de crime. O documento aponta falta de testemunhas e de imagens que confirmasse a agressão. Não foi realizado exame de corpo de delito, o que levou a Polícia Civil a entender que houve falta de interesse da vítima na continuidade da investigação. O depoimento de Marcelo, negando a acusação, também foi levado em consideração.

Próximos passos

O processo teve andamento nos últimos meses e, apesar de ter sido citado pela Justiça, Marcelo Benevenuto ainda não recebeu o mandado de citação. Em razão da pandemia do novo coronavírus, houve atraso no curso da ação.

Após apresentar a defesa, o juiz responsável pelo caso decidirá se dará prosseguimento ao processo. A partir daí, teria início a produção de provas pelo Ministério Público e pela defesa.

Como se trata de um processo que envolve a Lei Maria da Penha, o caso corre em segredo de justiça.

Fonte: ge

FalaGlorioso.Club | Loja com mais de 100 Produtos do Botafogo. Acesse!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui