Na contramão do masculino, feminino do Botafogo vive expectativa por acesso

0
112

“Quem manda aqui é o Botafogo”. O emocionado discurso do técnico Gláucio Carvalho antes da equipe feminina do Botafogo encarar o Ceará ganhou as redes sociais nos últimos dias e ganhou ainda mais eco diante da turbulência vivida pelo time masculino no Campeonato Brasileiro. Quase que na contramão da crise dos homens, que lutam contra o rebaixamento, as mulheres do Alvinegro vivem a expectativa de conquistar o acesso ao Brasileiro A1.

A vitória por 2 a 1, com gols de Vivian e Juliana, de virada, no sobre o Vozão, no último fim de semana, colocou o Alvinegro a um empate do objetivo — o próximo encontro acontece no domingo (20), no Vovozão, às 20h.

“O Gláucio é assim. A cada jogo é uma palestra diferente, é algo motivacional diferente. Só de falar, arrepia. Ele é muito bom, não tem nem o que falar. E essa preleção não foi 20% das outras, ele ficou com vergonha porque estavam filmando (risos). Ele motiva muito as jogadoras, a comissão”, conta a coordenadora Rose de Sá.

Apesar dos bons resultados recentes, Rose ressalta que a torcida alvinegra sempre demonstrou apoio, desde o início do projeto. “Desde que voltou o futebol feminino, em março de 2019, eles têm apoiado.

Eles apoiam sempre. Antes, mesmo não tendo os resultados positivos almejados, a torcida já abraçava. Agora, então, a torcida está alegre com o que está acontecendo. E as meninas são guerreiras, jogam por amor à camisa mesmo”, aponta.

Rose de Sá, por sua vez, faz questão de lembrar que ainda há mais um confronto para que a vaga seja concretizada.

“Não acabou nada, não. Temos de bater nisso. Ainda tem mais 90 minutos pela frente e tudo pode acontecer”.

Fonte: UOL

FalaGlorioso.Club | Loja com mais de 100 Produtos do Botafogo. Acesse!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui