Nilton Santos, a lenda da seleção e do Botafogo que dá nome ao palco do jogo contra o Peru

0
37
COVID

Brasil e Peru se enfrentam nesta noite, às 21h, no Nilton Santos, casa do Botafogo no Rio de Janeiro. O estádio recebeu em 2015 o nome da lenda da seleção e do time carioca. Com a Amarelinha, o lateral-esquerdo conquistou duas Copas do Mundo: em 1958 e 1962. 

Nilton Santos foi eleito pela Fifa, em 2000, como o melhor lateral-esquerdo de todos os tempos. O craque nasceu em 16 de maio de 1925 no Rio de Janeiro e morreu em 27 de novembro de 2013, aos 88 anos, também na capital fluminense.

Ele iniciou a carreira em 1948 pelo Botafogo e logo no ano seguinte já estava na seleção brasileira. Foi convocado pela primeira vez por Flávio Rodrigues Costa, para a disputa do Sul-Americano de 1949. Campeão do torneio continental, Nilton Santos conquistou seu espaço e foi chamado para ser o reserva da lateral esquerda na Copa do Mundo de 1950, quando Brasil jogou em casa e perdeu a final para o Uruguai, no Maracanã.

Nilton Santos assumiu a titularidade da seleção no caminho para a Copa de 1954. Foi naquele Mundial, realizado na Suíça, que o lateral estreou em Copas e atuou como titular na vitória por 5 a 0 sobre o México e no empate por 1 a 1 com a Iugoslávia. Sua primeira e única derrota dentro de campo em uma partida de Copa do Mundo foi nas quartas de final, quando a Hungria ganhou por 4 a 2 e eliminou o Brasil.

Na Copa de 1958, Nilton Santos começou a deixar seu nome marcado na história. Logo na estreia, o lateral anotou o segundo gol do Brasil na vitória por 3 a 0 sobrea a Áustria. A seleção empatou por 0 a 0 com a Inglaterra e venceu os quatro jogos seguintes para conquistar seu primeiro título mundial.

Em 1962, já aos 37 anos, Nilton Santos era um líder técnico e experiente. O Brasil conquistou o bicampeonato ao bater a Tchecoslováquia na final por 3 a 1, na última partida do lateral em Copa.

A “Enciclopédia do Futebol”, como ficou conhecido durante a carreira, detém até o hoje o posto de jogador com mais Copas disputadas pela seleção, com quatro, ao lado de Pelé, Castilho, Leão, Cafu e Ronaldo.

Pela seleção, Nilton Santos atuou em 86 jogos e marcou quatro gols. Além das duas Copas do Mundo, conquistou os seguintes títulos: Sul-Americano (1949), Taça Oswaldo Cruz (1950, 1955, 1961 e 1962), Copa Rio Branco (1950), Jogos Pan-Americanos (1952), Taça Bernardo O’Higgins (1955 e 1961) e Taça do Atlântico (1956 e 1960).

No Botafogo, o único clube que defendeu ao longo da carreira, Nilton Santos disputou 723 partidas e conquistou títulos do Campeonato Carioca (1948, 1957, 1961 e 1962) e do Torneio Rio-São Paulo (1962 e 1964). Além disso, foi ele quem indicou a contratação de Garrincha após ter de marcar em um treino aquele – até então – desconhecido atacante driblador.

Fonte: SBT

FalaGlorioso.Club | Loja com mais de 100 Produtos do Botafogo. Acesse!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui