O BOTAFOGO EM GENERAL SEVERIANO (CAPÍTULO 4)

0
263
botafogo memoria

Em 1917, na presidência de Miguel de Pino Machado (1914 e 1917-1918), o patrimônio de General Severiano foi ampliado graças ao Dr. Carlos Chagas, que interveio junto ao Instituto Oswaldo Cruz, para que o Botafogo Football Club obtivesse uma esplêndida faixa de terreno limítrofe ao pavilhão sócio-esportivo, junto à atual Avenida Lauro Sodré.

Presidente Miguel de Pino Machado

Diante disso, a Diretoria do Glorioso promoveu as melhorias indispensáveis, com a ampliação do pavilhão, tendo sido aprovado um projeto de prolongamento de trinta metros, quinze para cada lado, e de modificação da cobertura para amianto, terminando as extremidades em forma de chalet, como a do pavilhão central, passando o referido pavilhão (arquibancada e dependências abaixo dela) a ter o aspecto que conservaram durante vinte anos, até sua demolição em 1937, para a construção do estádio que existiu até 1976.

Pavilhão ampliado de General Severiano

Em 6 de julho de 1917, reuniu-se a Assembleia Geral e autorizou o aproveitamento do terreno novo para a construção de três quadras de tênis e a transformação da única que existia, em rink de patinação, do lado da hoje Avenida Venceslau Braz.

A construção do aludido rink passou a ser a nova aspiração botafoguense e a Assembleia Geral, em 29 de março de 1919, concedeu o título de Sócio Honorário ao grande cientista Dr. Carlos Chagas e autorizou a Diretoria presidida pelo Dr. Renato Pacheco (1919-1921), a dispor de trinta contos de réis para a execução das obras.

Carlos Chagas
Presidente Renato Pacheco

Em 2 de fevereiro de 1920, concluídas as obras de construção do rink de patinação, foi escolhido para dar o seu nome ao referido rink, Samuel de Oliveira, o incansável tesoureiro da época, que muito esforçou-se para a conclusão da obra que foi inaugurada na véspera com uma festa dançante e dias depois, com um grande baile de Carnaval, ficando famosas as festas que ali passaram a ser realizadas.

O rink de patinação também possibilitou a criação da seção de Basquetebol em 1920, sob o comando de Francisco Antunes Junior, tendo o Botafogo F.C. jogado ali até 1927, quando a construção da Sede, o Palacete Colonial, exigiu que o rink fosse transferido para uma das quadras de tênis.

No antigo rink de cimento vermelho, onde, posteriormente passou a ser o jardim de Venceslau Braz e ficava o mastro monumental, hoje encontra-se a Loja Oficial do Clube, uma parte do Shopping e instalações do Complexo Sócio-Esportivo Paulo Azeredo.

Estava chegando ao fim o primitivo arrendamento de General Severiano, a título precário e o Botafogo tinha como objetivo expandir-se, construindo a Sede e o Estádio.

O aforamento, ou seja, a transferência do domínio útil e perpétuo de um imóvel, seria a solução do problema e iniciou-se então, uma grande batalha, na qual Paulo Azeredo sobressaiu.

Presidente Paulo Azeredo

Bibliografia consultada:

– Mendes de Oliveira Castro, Alceu – “O Futebol no Botafogo – 1904 a 1950” – Gráfica  Milione Ltda – 1951.

– Boletim do Botafogo (1962)

– Miranda, Luiz Felipe Carneiro de, e Pepe, Braz – “Botafogo, o Glorioso: Uma História em Preto e Branco – Edição dos Autores – 1996. 

Luiz Felipe Carneiro de Miranda
Grande Benemérito e Historiador do Botafogo de Futebol e Regatas

SE INSCREVA NO CANAL E PARTICIPE DOS NOSSOS PROGRAMAS AO VIVO!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui