O desafio de Jorge Braga: CEO é ‘porta de entrada’ do Botafogo ao profissionalismo

0
90

Marcelo Chamusca na área técnica e Jorge Braga de terno, em um escritório. Esses são dois dos principais nomes para a reconstrução do Botafogo, que tem como objetivo retornar para a primeira divisão do Campeonato Brasileiro. O segundo, particularmente, passa por algo inédito: será o primeiro CEO da história do clube de General Severiano.

Jorge foi confirmado como CEO do Glorioso na última quarta-feira. A contratação de um nome para esta função era um dos principais pontos tocados por Durcesio Mello, presidente do clube, antes de assumir o cargo. A primeira promessa foi cumprida, mas ainda há um longo caminho a ser percorrido para que possa ser considerada um sucesso.

A chegada do CEO pode ser a porta de entrada para o profissionalismo, mas o clube de General Severiano precisa mostrar com ações que está disposto a mudar e abrir mão de um modelo de gestão que está presente na instituição há décadas. Jorge Braga, em entrevista à “BotafogoTV”, afirmou que vê potencial no Glorioso.

– A profissionalização do futebol é uma tendência mundial. O mundo está vivendo momento de muita liquidez e muito dinheiro disponível. Investidores brasileiros e internacionais estão procurando bons ativos. O Botafogo tem tudo para ser esse grande ativo, se conseguir dar transparência, gestão e governança que o futebol precisa. Vejo como excelente oportunidade. Fiquei muito impressionado com o time liderado pelo Durcesio, o nível da conversa e a visão. Não podia deixar passar essa oportunidade, quero fazer parte dessa história – explicou o novo CEO.

Em um novo contexto, a gestão a curto prazo de Jorge Braga passará por escutar e entender a realidade atual dos setores do Botafogo. O CEO garantiu que haverá comunicação com a torcida para tomar as primeiras ações envolvendo o clube.

– Acho que é senso de urgência com responsabilidade. O primeiro passo é escutar todo mundo: os sócios, beneméritos, diretoria, atletas, gestores e também a torcida. Temos que abrir canal de comunicação diferente com a torcida. A partir disso, fazer um levantamento técnico realista e criar plano de trabalho muito rapidamente. É uma honra, uma responsabilidade, vou estar à altura do desafio. Vamos criar um canal de comunicação, queremos escutar o torcedor, conduzir essa emoção, vocação e entusiasmo – completou.

Fonte: IstoÉ!

FalaGlorioso.Club | Loja com mais de 100 Produtos do Botafogo. Acesse!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui