Operário-PR supera confronto direto com o Botafogo; “fantasma” tinha dez desfalques

    0
    35

    Na base da superação, o Operário-PR venceu o Botafogo, por 1 a 0, no Germano Krüger, em confronto direto para se aproximar do G-4 da Série B do Brasileiro. Foi a segunda vitória seguida do Fantasma e a terceira nos últimos quatro jogos.

    A sequência faz o time ganhar corpo na reta final do primeiro turno, mesmo contornando vários desfalques nas últimas rodadas. O Operário-PR é agora o oitavo colocado, com 27 pontos, dois abaixo do Sampaio Corrêa, que está em quarto.

    – Importante vitória, por aquilo que a gente almeja na classificação, para nos aproximar do G-4 e também para ter uma sequência de vitórias. Ainda fica mais valorizado quando se joga contra uma equipe que vinha de quatro vitórias seguidas. A gente quebrou essa sequência deles, até para mostrar essa continuidade do elenco e do trabalho. A equipe vem evoluindo – disse o técnico Matheus Costa.

    Contra o Botafogo, o Operário-PR teve 10 desfalques, sendo oito deles no departamento médico e dois por suspensão. Quem entrou, porém, deu conta do recado, como o lateral-direito Alex Silva, de volta após um mês fora por lesão, o volante Marcelo Santos, substituto do suspenso Rafael Chorão, e o estreante meia Rafael Longuine, recém-contratado e que não atuava desde março de 2020.

    Outros três nomes brilharam na vitória sobre o time carioca. Começando pelo ataque, Paulo Sérgio foi decisivo e fez o gol aos sete minutos de jogo, aproveitando cruzamento de Thomaz, outro destaque do Operário-PRCom boa participação ofensiva e até ajudando a recompor na defesa, Thomaz foi apontando como principal nome do time pelos comentaristas Pedrinho e Lédio Carmona, na transmissão do SporTV.

    O Fantasma teve ainda o brilho do goleiro Simão, que fez seis defesas, três delas consideradas difíceis: a primeira com dois minutos de jogo, espalmando em desvio de Rafael Navarro; depois aos 46 do primeiro tempo, pegando cabeceio de Luís Oyama; e por último aos 49 da etapa final, quando foi buscar no canto uma bomba de Diego Gonçalves.

    – Devido a muitas mudanças que tiveram que ocorrer, a gente sempre tendo que se adaptar ao nosso plantel, aos atletas que temos à disposição, isso em alguns momentos criou um pouco de dificuldade, mas mantivemos nosso padrão, sempre buscando pontuar. Independentemente das nossas ausências e das perdas que tivemos no decorrer das rodadas, ainda assim estamos muito próximos do G-4 – completou o treinador.

    Na próxima rodada, o Operário-PR pega o Brusque, domingo, às 20h30, novamente no Germano Krüger, pela 18ª rodada da Série B do Brasileiro, a penúltima do primeiro turno.

    Próximos jogos do Operário-PR

    • Operário-PR x Brusque: 15/08, domingo, 20h30 – Germano Krüger
    • CRB x Operário-PR: 18/08, quarta, 21h30 – Rei Pelé
    • Operário-PR x Vasco: 21/08, sábado, 19h – Germano Krüger
    • Guarani x Operário-PR: 24/08, terça, 17h – Brinco de Ouro
    • Operário-PR x Vitória: 04/09, sábado, 11h – Germano Krüger
    • Sampaio Corrêa x Operário-PR: 11/09, sábado, 16h30 – Castelão
    • Fonte: ge

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui