Projeto do Botafogo atrai Éber Bessa, que terá primeira chance na elite do futebol brasileiro

Meia fará exames nesta quarta para assinar contrato até fim de 2021; acordo estipula meta de partidas a ser cumprida pelo jogador, que estava há seis temporadas no futebol português

0
50
Éber Bessa

O nome Éber Bessa soa estranho aos ouvidos dos torcedores do Botafogo. Quem é o jogador que está sendo contratado pelo clube após anos no futebol português? O meia de 28 anos terá no time alvinegro sua primeira oportunidade na elite do futebol brasileiro, um atrativo a mais para a concretização do negócio. 

Éber está no Rio de Janeiro e realizará exames médicos nesta quarta-feira. O vínculo é válido até o fim de 2021, mas com uma ressalva: o meia tem uma meta de jogos para disputar até o encerramento do Brasileirão, em fevereiro do ano que vem. Caso ele não cumpra, o Botafogo pode optar pela rescisão. Se o objetivo for alcançado, o meia ganha um reajuste no contrato até o final do próximo ano. 

Revelado pelo Cruzeiro, Éber Bessa começou como volante e não teve muitas chances na Raposa. Ainda como atleta celeste, foi emprestado para Nacional de Patos e Villa Nova, ambos de Minas Gerais, além de Impact Montréal (Canadá) e Phuket FC (Tailândia).

Em Portugal, Éber atuou em mais de seis temporadas, com 180 jogos na primeira divisão. Foram quatro anos e meio no Marítimo (sete gols) e dois anos no Vitória de Setúbal (quatro gols). Em ambas as equipes, cumpriu os contratos por completo. Segundo Fábio Aguiar, ex-diretor de comunicação do Vitória de Setúbal, o meia pode se encaixar muito bem na carente posição do Alvinegro. 

– É um grande reforço para o Botafogo. Na minha opinião, está no seu momento ideal de maturidade. Evoluiu muito em termos táticos nos últimos anos e é daqueles jogadores que fazem a diferença e podem resolver um jogo a qualquer momento. Tem uma qualidade técnica muito acima da média, é muito forte nas bolas paradas, especialmente nas faltas e pênaltis, e tem uma capacidade de último passe digna dos verdadeiros números 10. Vai ajudar muito a equipe, até porque chega a um contexto que já conhece, no seu país e num estilo de futebol que é o seu. 

O atleta, natural de Belo Horizonte, tem como características impor velocidade ao time e dar dinâmica ao meio de campo, além de ir bem na bola parada. Éber foi peça ofensiva importante no Setúbal, com bons passes e cruzamentos. Pode jogar também na ponta esquerda.

Éber Bessa é um jogador que se encaixa no perfil procurado pelo Botafogo e, pelas características, poderá agregar ao time de Bruno Lazaroni, que tem poucas opções para a posição e acaba de perder Bruno Nazário, que sofreu lesão grave no tornozelo.

Fonte: ge

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui