Rival: Seis anos e sete jogos sem vencer no Rio de Janeiro, Ponte encara outro jejum contra o Botafogo

0
88

A busca da Ponte Preta pela primeira vitória fora de casa na Série B do Brasileiro passa pela quebra de uma outra escrita.

Contra o Botafogo, neste domingo, às 20h30, no Engenhão, a Macaca desafia um jejum de seis anos e sete jogos sem ganhar na cidade do Rio de Janeiro.

O último triunfo alvinegro na capital fluminense foi em 3 de junho de 2015, quando fez 3 a 0 no Vasco em São Januário, com gols de Diego Oliveira, Tiago Alves e Borges numa noite inspirada de Renato Cajá – a Ponte era comandada por Guto Ferreira.

De lá para cá, a Ponte sofreu cinco derrotas e teve dois empates na “Cidade Maravilhosa”. Veja abaixo o retrospecto desde então:

  • Brasileirão de 2015: Fluminense 2 x 0 Ponte
  • Brasileirão de 2016: Botafogo 1 x 1 Ponte
  • Brasileirão de 2017: Botafogo 2 x 0 Ponte
  • Brasileirão de 2017: Flamengo 2 x 0 Ponte
  • Brasileirão de 2017: Fluminense 2 x 0 Ponte
  • Brasileirão de 2017: Vasco 2 x 1 Ponte
  • Copa do Brasil de 2018: Flamengo 0 x 0 Ponte

Durante o período a Ponte também perdeu para Flamengo (2 a 1) e Fluminense (3 a 0), em 2016, mas fora da cidade do Rio de Janeiro, em Cariacica-ES e Mesquita, respectivamente. O mesmo vale para o empate por 1 a 1 com o Flamengo, pelo Brasileirão de 2015, que aconteceu em Brasília.

O retrospecto recente da Macaca longe da Campinas é outra marca negativa a ser superada. A Ponte não vence fora desde 22 de abril: 2 a 1 de virada sobre o São Caetano, ainda pelo Paulistão.

Ao todo, a Ponte tem um aproveitamento de 29,62% na temporada quando atua como visitante. Em 18 jogos, são oito derrotas, sete empates e três vitórias. Pela Série B, foram quatro pontos em oito jogos. É a quarta pior campanha como visitante.

Apesar disso, o último resultado fora pode ser considerado positivo. Ao ficar no 1 a 1 com o CRB, saindo atrás do placar e jogando com um a menos desde os sete minutos do segundo tempo, a Macaca deixou a zona de rebaixamento após 11 rodadas.

Com 13 pontos, o time aparece fora da degola, na 16ª colocação, pela vantagem no saldo de gols contra Londrina e Cruzeiro: -4, contra -5 dos paranaenses e -7 dos mineiros.

Fonte: ge

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui