Site: Honda e Matheus Babi se salvam em derrota do Botafogo

0
29

O Botafogo recebeu o RB Bragantino na noite desta segunda-feira, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, e perdeu de virada por 2 a 1. Após abrir o placar com gol do centroavante Matheus Babi, o Glorioso permitiu o empate do Massa-Bruta logo na saída de bola. No segundo tempo, o zagueiro Kanu cometeu pênalti ao permitir que a bola batesse em seu braço, e o meia Claudinho acertou a cobrança. Confira as notas do LANCE! 

Diego Cavalieri – 6,0 – Teve atuação segura e não foi culpado pelos gols. No segundo tempo, ainda fez grande defesa após Artur chutar.

Kevin – 5,0 – Foi tímido no ataque e deu espaço na marcação. Foi alvo fácil para Helinho durante o segundo tempo.

Kanu – 4,5 – Participou do erro coletivo que gerou o gol de empate e ainda cometeu o pênalti que decretou a virada do adversário.

Marcelo Benevenuto – 5,0 – Participou do erro defensivo coletivo que gerou o gol de empate do RB Bragantino. Nos acréscimos, errou uma bola de forma bizarra ao finalizar.

Victor Luis – 5,5 – Cobrou uma falta com perigo e cruzou a bola para Babi abrir o placar. Seu pecado, porém, foi na marcação. Foi o primeiro a errar o combate no lance do gol de Ytalo.

José Welison – 5,5 – Deu até alguns bons desarmes, mas bateu cabeça com Victor Luis no lance do primeiro gol do RB Bragantino.

Honda – 6,5 – Trabalhou bem a bola no campo de ataque durante o primeiro tempo. Na etapa final, deu dois ótimos passes para Kalou.

Bruno Nazário – 5,0 – Acertou a bola no travessão em uma cabeçada, mas pecou na sua função principal, a criação de jogadas.

Éber Bessa – 6,0 – Deu bons passes, criou chances de gol, correu bastante e ainda quase fez um belo gol no primeiro tempo. 

Caio Alexandre – 6,0 – Teve uma atuação tímida, mas não comprometeu o time. Saiu em uma alteração tática de Emiliano Díaz.

Matheus Babi – 7,0 – Saiu bem da área, sofreu duas faltas perigosas e ainda fez um belo gol no primeiro tempo. Na segunda etapa, ficou mais apagado.

Pedro Raul – 5,5 – Recebeu apenas uma bola em condições de fazer gol, mas bateu fraco. 

Rhuan – 5,5 – Sofreu uma falta perigosa assim que entrou, mas depois não fez nada demais.

Davi Araújo – 5,5 – Entrou para melhorar a criação de jogadas, mas não acrescentou muita coisa ao time.

Kalou – 6,0 – Movimentou-se bastante, participou de boas jogadas, mas não teve sucesso nas finalizações.

Emiliano Díaz – 5,5 – À frente da equipe enquanto Ramón Díaz se recupera de cirurgia, o auxiliar-técnico argentino demorou a mexer na equipe. As modificações foram boas, mas poderiam ter surtido efeito se tivessem ocorrido mais cedo. 

Fonte: Lance!

FalaGlorioso.Club | Loja com mais de 100 Produtos do Botafogo. Acesse!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui