Site lista as piores contratações dos times brasileiros em 2020, e cita quatro jogadores do Botafogo

0
159

Contratações. Na fábrica de sonhos do futebol, o mercado de transferências possui um lugar especial: afinal de contas, mexe com as expectativas dos torcedores, que sempre sonham em ver seu clube de coração melhor em relação ao dia anterior.

Acontece que nem sempre as novas chegadas estão à altura da expectativa. Pior ainda é quando fica bastante abaixo do esperado. Acontece todo ano, com diferentes clubes, e em 2020 não foi diferente. Confira, abaixo, quais foram, levando em conta a relação expectativa-realidade, as piores contratações feitas pelos clubes da primeira divisão do futebol brasileiro.

Salomon Kalou – Botafogo

Kalou Botafogo Coritiba Brasileirão 02 09 2020(Foto: Vitor Silva/Botafogo)

Jogador com história vestindo a camisa do Chelsea, onde foi campeão da Champions League em 2012, Salomon Kalou despertou grande expectativa em sua chegada ao Botafogo. Apesar dos 35 anos e de ter saído do Hertha Berlin, da Alemanha, em baixa, o nível mais abaixo do futebol brasileiro em relação ao jogo europeu abria espaço para imaginar o atacante marfinense fazendo a diferença. Não foi o caso.

Kalou disputou 22 jogos pelo Botafogo e marcou apenas um gol, além de uma participação – que acabou não sendo contabilizada oficialmente como assistência – para um tento marcado por Matheus Babi. Apresentando aparentes dificuldades físicas para pressionar adversários, além de finalizar mal no ataque, Kalou é uma das tantas decepções botafoguenses no ano.

Keisuke Honda – Botafogo

Honda Botafogo Flamengo Brasileirão 05 12 2020(Foto: Vitor Silva/Botafogo)

O japonês Keisuke Honda chegou com muita festa ao Brasil, sendo recepcionado por uma multidão de botafoguenses em um aeroporto pré-pandemia. A expectativa era de vê-lo como referência técnica do Botafogo, apesar de já vir apresentando uma vertiginosa queda técnica. Honda mostrou relances de sua habilidade com a bola, mas a postura pouco ativa em campo irritou os torcedores. Fez apenas três gols em 27 jogos, considerando todas as competições. Destaque negativo por não ter nenhuma assistência a gol. O japonês, inclusive, não deve mais jogar pelo Alvinegro Carioca pois pediu para deixar o clube.

Thiago Neves – Grêmio

Thiago Neves Grêmio Sport Recife Brasileirão 03 09 2020(Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

Não houve expectativa positiva quando o Grêmio anunciou, ainda no início da temporada, a chegada de Thiago Neves. O histórico de provocações direcionadas ao Tricolor Gaúcho, além da imagem deixada em meio ao rebaixamento do Cruzeiro em 2019, deixaram a torcida gremista revoltada com a aposta no meia. Após 14 jogos e apenas um gol, o meia de 35 anos deixou o clube gaúcho e atualmente defende a camisa do Sport Recife.

Luan – Corinthians

Luan Corinthians Grêmio Brasileirão 22 11 2020(Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)

A grande contratação feita pelo Corinthians em 2020 foi Luan, ídolo do Grêmio e referência dos gaúchos na conquista da Libertadores em 2017. Para contar com o meia de 27 anos, o Alvinegro Paulista desembolsou 5 milhões de euros (R$ 22,85 milhões na cotação da época). Ainda que Luan já viesse dando grandes mostras de queda de rendimento com a camisa gremista, havia a esperança de que estar em um novo lugar – e no seu clube de coração – pudesse representar uma nova guinada em sua carreira. Não foi o que aconteceu: com um futebol muito irregular, o camisa 7 é uma das decepções do ano.

Sidcley – Corinthians

Sidcley Corinthians 30 08 2020(Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)

Outro corintiano que não agradou em 2020 foi o lateral-esquerdo Sidcley, que chegou emprestado pelo Dínamo de Kiev (por uma taxa de 600 mil euros) e sequer conseguiu se firmar no time titular.

Michael – Flamengo

Michael Cabofriense Flamengo Carioca 29 02 2020(Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Eleito revelação do Campeonato Brasileiro de 2019 pelo Goiás, Michael custou 7,5 milhões de euros ao Flamengo. Conseguir uma vaga no ataque do atual campeão brasileiro e da Libertadores não seria tarefa fácil para ninguém, mas o pequeno e rápido driblador tem decepcionado. No Brasileirão de 2020, tem apenas uma assistência em seu nome e foi perdendo gradativamente o pouco espaço que tinha.

Pedro Rocha – Flamengo

Pedro Rocha Cabofriense Flamengo Carioca 29 02 2020(Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Outro ponta que prometia ser opção no ataque do Flamengo, Pedro Rocha chegou à Gávea emprestado pelo Spartak de Moscou e foi muito pouco utilizado. Entre lesões e ausência por opção técnica, disputou apenas 11 jogos, fez um gol e deu uma assistência.

Gustavo Henrique – Flamengo

Gustavo Henrique Flamengo Barcelona Equador Libertadores 11 03 2020(Foto: Getty Images)

Se o torcedor do Flamengo teve bronca de um jogador neste 2020, é do zagueiro Gustavo Henrique. Contratado após o término de seu vínculo com o Santos, o defensor de 27 anos apresentou dificuldades em sua primeira temporada vestindo a camisa rubro-negra.

Damián Musto – Internacional

Damian Musto Internacional Atlético-GO Brasileirão 19082020(Foto: Ricardo Duarte/SC Internacional)

Os melhores momentos do Inter na temporada foram sob o comando do argentino Eduardo Coudet. Mas se a sua saída para o futebol espanhol deixou saudades no torcedor colorado, que chegou até mesmo a sonhar com título brasileiro, muitos torcedores gostariam de ver o volante Damián Musto seguir, mais uma vez, o treinador. O meio-campista chegou ao Beira-Rio com o carimbo de “homem de confiança” de Coudet, mas desde o início de sua caminhada em Porto Alegre foi destaque negativo do time.

Rafael – Atlético Mineiro

Arrascaeta Rafael Flamengo Atlético-MG Brasileirão Série A 09082020(Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Depois de mais de uma década sendo reserva de Fábio no Cruzeiro, Rafael foi anunciado pelo Atlético no início do ano e parecia, enfim, que teria espaço para mostrar seu talento como titular. Entretanto, o arqueiro perdeu este status com a chegada do técnico Jorge Sampaoli, que pediu a contratação de Éverson, com quem já havia trabalhado no Santos, para a posição.

Marrony – Atlético Mineiro

Keno Marrony Atlético-MG Brasileirão 16 08 2020(Foto: Divulgação/Atlético-MG)

Revelado pelo Vasco, o atacante Marrony ganhou destaque vestindo a camisa cruz-maltina e foi contratado pelo Atlético por R$ 18 milhões. O alto investimento até deu resposta de forma rápida, mas o jovem não conseguiu manter a regularidade e hoje é opção no banco de reservas do dGalor. Se conseguir repetir as atuações que teve nos cinco gols e duas assistências que somou até aqui, contudo, Marrony ainda pode silenciar os críticos.

Bueno – Atlético Mineiro

O zagueiro chegou emprestado pelo Kashima Antlers, do Japão, e com a moral de ter arrancado elogios de Zico. Com a camisa do Galo, entretanto, não conseguiu encontrar seu espaço.

Sassá – Coritiba

Sassá Coritiba União-PR Paranaense 08 02 2020(Foto: Divulgação/Coritiba)

O histórico polêmico de Sassá não é uma novidade. Mas em setembro deste ano, ao ter comparecido em uma festa mesmo sob o contexto da pandemia e após derrota no clássico contra o Athletico-PR, o atacante foi dispensado pelo Coritiba. Em 18 jogos, marcou quatro gols pelo Coxa.

Elias – Bahia

O Bahia não gastou dinheiro com taxa de transferência para contratar Elias, que estava sem clube. A chegada ao Tricolor da Boa Terra levantou expectativas também pelo reencontro do meio-campista com o técnico Mano Menezes, com quem viveu bons momentos anos antes no Corinthians. Mano já deixou o comando do time e Elias deverá ser o próximo, uma vez que o técnico Dado Cavalcanti não pretende mais usá-lo.

Bruno Nazário – Botafogo

RS(Foto: Thiago Ribeiro/Botafogo)

O Botafogo abriu a matéria com um bom número de exemplos de contratações que decepcionaram, e o clube carioca – que faz um dos piores Brasileirões de sua história – volta a aparecer agora no final. Bruno Nazário até começou bem o ano e dava mostras de que enfim teria as chances para mostrar regularidade em um bom nível. Entretanto, caiu de rendimento junto com o time. Não esteve em campo em nenhuma das poucas quatro vitórias do time nesta Série A.

Victor Luís – Botafogo

Victor Luis Botafogo Red Bull Bragantino Brasileirão 16 11 2020(Foto: Thiago Ribeiro/Botafogo)

Depois da passagem de sucesso entre 2016 e 2017 pelo Botafogo, Victor Luís retornou, emprestado pelo Palmeiras, aparentando ser o jogador ideal para resolver a crise na lateral-esquerda botafoguense. Mas tem sido um dos piores jogadores de um dos piores times do campeonato até aqui.

Fonte: Goal.com

ANÁLISE SOBRE A DERROTA PARA O CORINTHIANS – SE INSCREVA EM NOSSO CANAL!

FalaGlorioso.Club | Loja com mais de 100 Produtos do Botafogo. Acesse!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui