Tentativa e erro: Botafogo testa 26 formações diferentes e tem um dos piores ataques do Brasileirão

0
149

Com mais 14 jogos pela frente em 2020, o torcedor do Botafogo até hoje tem dificuldade para escalar o ataque titular na temporada. A constante troca de técnicos e de jogadores na frente torna difícil buscar padrão em no time que já foi comandado por Alberto Valentim, Paulo Autuori, Bruno Lazaroni, Flavio Tenius, Ramón Díaz e Eduardo Barroca. 

Ataque do Botafogo não vai bem em 2020 — Foto: André Durão/ge

Ataque do Botafogo não vai bem em 2020 — Foto: André Durão/ge 

Nesta temporada foram 44 partidas com 26 combinações diferentes de ataque na escalação inicial. São 43 gols no ano – a segunda menor quantidade entre todos os times da Série A, à frente apenas do Vasco. Diante do Tricolor, um novo trio formado por Kalou, Lucas Campos e Pedro Raul começou o jogo, mas novamente o resultado foi negativo e sem participação efetiva do quinto pior ataque do Brasileirão. 

Ao todo, 19 jogadores foram usados na linha de frente do Botafogo desde que o clube começou o Campeonato Carioca com o time reserva em 18 de janeiro. Nesse número, incluímos Cícero e Guilherme Santos, que atuaram como atacantes em algumas partidas, mas excluímos Bruno Nazário por considerar que o papel do camisa 10 é mais de meia. 

Entre as formações iniciais, a que mais se repetiu ao longo do ano teve apenas sete partidas e é impossível que volte a atuar nesta temporada. Luiz Fernando, Luis Henrique e Pedro Raul marcaram sete gols nos jogos que começaram juntos, com quatro vitórias, dois empates e uma derrota. Desde a saída dos dois atacantes do lado de campo (para Grêmio e Olympique de Marselha) o time perdeu qualidade técnica e, principalmente, velocidade. 

O centroavante foi o que mais esteve em campo ao longo de 2020. Dos 19 jogadores na função, Pedro Raul foi o que mais jogou e, empatado com Matheus Babi, é o artilheiro na temporada, com sete gols marcados. O aproveitamento do Botafogo com eles em campo, porém, não passa de 40%.

Para escapar do rebaixamento para a Série B em 2021 o Botafogo tem um árduo caminho pela frente. Com apenas três vitórias no Campeonato Brasileiro, a conta é que o time de General Severiano precisa vencer pelo menos metade das partidas para ultrapassar a faixa dos 40 pontos. A próxima partida é no sábado, às 19h (de Brasília), contra o Internacional, no Beira-Rio, pela 25ª rodada do Brasileirão.

CLIQUE E ASSISTA A ANÁLISE DO JOGO E DO TIME!

Fonte: ge

FalaGlorioso.Club | Loja com mais de 100 Produtos do Botafogo. Acesse!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui