Trajano: “O nível do Botafogo é de Série B e pode demorar para voltar”

0
102
centrum

O Botafogo não conseguiu tirar proveito do jogo atrasado que tinha a fazer no Brasileirão, pelo contrário, sofreu uma goleada por 4 a 0 do São Paulo, no Morumbi, na mesma semana em que viu o Goiás, último colocado, se aproximar na pontuação, na briga particular do alvinegro para escapar daquele que seria o terceiro rebaixamento de sua história.

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte — com os jornalistas Vinicius Mesquita, Alicia Klein e Renato Maurício Prado —, José Trajano vê o Botafogo em situação bastante delicada, critica o nível técnico do time e acredita não apenas na queda do clube, como prevê dificuldades de recuperação para retornar à Série A no ano seguinte.

“O nível do time do Botafogo é de Série B, e o Botafogo caindo para a Série B, ele não vem a ser um América-MG, o Botafogo caindo para a Série B, com os problemas que tem no clube de grana, de falta de planejamento, ele não vai subir, a situação do Botafogo é periclitante, como diria o outro. Cai para a Série B e para sair da Série B vai demorar muito tempo, se é que vai sair um dia”, diz Trajano.

O jornalista afirma que os problemas fora de campo e na questão financeira com os atletas não é o principal para a situação atual do Botafogo e critica o nível técnico do time, além da alta rotatividade de treinadores no comando do time desde o início da temporada.

“Você pode pagar os maiores salários do mundo para esse time do Botafogo, que não iria resolver nada, o time é muito ruim, tem jogadores de quinta categoria, vou dar dois exemplos do jogo de hoje: esse lateral direito Marcinho, o primeiro gol do São Paulo não foi obra do Igor Gomes para o outro, foi uma bola perdida de forma ridícula pelo Marcinho, e o segundo gol também. E tem uma outra coisa, o Botafogo trocou de técnico, se eu não me engano, seis vezes”, afirma Trajano.

“Conseguiu a proeza de contratar um técnico que não estreou, o Ramon Díaz, que aliás era um grande jogador de futebol. Depois, pega o Barroca, que pega covid, hoje ficou na beira do túnel um assistente. Sem nenhum demérito, o cara que é assistente do Barroca não vai salvar o Botafogo ou ajudar a tirar o Botafogo da lama em que está. Você pega o jogador que foi expulso [Marcelo Benevenuto], ele foi expulso por ruindade, não por maldade. Ele foi na bola de uma forma errada, ele conseguiu então fazer a falta, ser expulso e se machucar”, conclui.

Fonte: UOL

FalaGlorioso.Club | Loja com mais de 100 Produtos do Botafogo. Acesse!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui