Vitória derrubou último invicto do Brasileirão e tirou time do Z-4

0
40

Debaixo de chuva, o Botafogo lavou a alma na vitória por 2 a 1 sobre o Palmeiras, nesta quarta-feira, no Nilton Santos, encerrando o longo e incômodo jejum de dez jogos sem triunfar no Brasileiro.

Os gols de Pedro Raul e Caio Alexandre foram suficientes para tirar o Glorioso da zona de rebaixamento, agora em 15º lugar, com 15 pontos. Willian descontou para o Verdão, então invicto há 20 jogos.

Sob pressão, Bruno Lazaroni, novo comandante do Alvinegro contou com o reforço de Honda para encarar o estrategista Vanderlei Luxemburgo, que mirava o segundo lugar no Brasileiro.

Com uma marcação bem encaixada, o Botafogo controlou com segurança as investidas de Wesley, Rony e Willian, sem abrir mão de atacar. Com boa saída de bola, deixou claro que não jogaria apenas para se defender.

A escalação de Pedro Raul no lugar de Kalou foi uma acertada novidade. Boa opção pelo alto, o atacante abriu espaço como pivô e aumentou o poderio aéreo ao lado de Matheus Babi. A vontade no aberto jogo, os donos da casa pareciam mais perto do gol do que os visitantes.

Apesar da angustiante espera, o torcedor alvinegro comemorou o primeiro gol logo no primeiro minuto do segundo tempo.

Alvos de crítica da torcida, Kevin, com a assistência, e Pedro Raul abriu o placar com muito oportunismo para escocar o preciso passe. Seis minutos depois, o VAR confirmou o gol de Caio Alexandre na rebatida do goleiro Jailson.

A chuva diminuiu, mas a intensidade do jogo aumentou depois do gol de Willian, aos 31. O jogo ficou aberto e eletrizante. Chamado de ‘Rei dos Empates no Brasileiro’, com nove em 14 rodadas, o Glorioso correu risco de repetir a sina quando o árbitro marcou, com o auxílio do VAR, o pênalti de Cavalieri sobre Willian.

No duelo particular, o goleiro se redimiu e espalmou a cobrança.

Recuado, o Botafogo foi pressionado pelo Palmeiras, que reforçou o o sistema ofensivo com a entrada de Scarpa, Lucas Lima e Gabriel Veron, mas resistiu de forma dramática a pressão para deixar a vice-lanterna do Brasileiro e garantir uma boa e feliz noite de sono para a torcida.

BOTAFOGO: Diego Cavalieri, Kevin, Marcelo Benevenuto, Kanu e Victor Luis; Rafael Forster (Kalou), Caio Alexandre (Sousa) e Honda (Rentería); Rhuan (Guilherme Santos), Matheus Babi e Pedro Raul (Warley). Técnico: Bruno Lazaroni

PALMEIRAS: Jailson, Marcos Rocha, Felipe Melo, Luan e Mayke (Gustavo Scarpa); Patrick de Paula (Ramires), Bruno Henrique (Zé Rafael) e Raphael Veiga (Lucas Lima); Rony (Gabriel Veron), Wesley e Willian. Técnico: Vanderlei Luxemburgo
Estádio: Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (Fifa/PR)
Gols: 2º tempo – Pedro Raul (1 minutos) e Caio Alexandre (7 minutos)
Cartões amarelos: Diego Cavalieri, Warley, Matheus Babi e Guilherme Santos; Jailson, Marcos Rocha, Lucas Lima e Wesley

Fonte: MT+

FalaGlorioso.Club | Loja com mais de 100 Produtos do Botafogo. Acesse!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui